Escolha uma Página
Tanque do Exército destrói armas no quartel do Boqueirão
Armamento apreendido pela polícia estava armazenado nos fóruns de Justiça
Blindado triturou 1.220 armas no quartel do Boqueirão. | Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
Blindado triturou 1.220 armas no quartel do Boqueirão. Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
O Exército destruiu na manhã desta quarta-feira (13) no quartel do Boqueirão, em Curitiba, 1.220 armas apreendidas pela polícia que estavam armazenadas em fóruns de Justiça em todo o Paraná. Com a destruição desta quarta, a 5ª Região Militar, da qual o 5º Grupo de Artilharia de Combate Autopropulsado, no Boqueirão, faz parte, atinge 20 mil armas de fogo destruídas recolhidas nos estados do Paraná e Santa Catarina desde o início do ano. Só no Paraná, o Tribunal de Justiça encaminhou mais de 12 mil armas e 86 mil munições à 5ª RM de todas as 161 comarcas do estado.
Para destruir as armas, foi usado um veículo blindado que passou por cima dos equipamentos. Esse primiero processo com o tanque de guerra faz com que o armamento fique inutilizável. Em seguida, os elementos que compõem os objetos foram separados, isolando materiais como cobre, plástico e ferro, por exemplo. Uma parte desse material foi encaminhada para reciclagem e outra parte foi levada para incineração.
Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
As armas destruídas foram recolhidas a partir de ações judiciais. Após ser usado como prova de crimes, o armamento perde a função judicial e foram liberados para destruição. As armas destruídas eram de vários calibres – de revólveres calibre 38 à fuzis.
Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

GAZETA DO POVO/montedo.com

Skip to content