Escolha uma Página
Segundo o Exército, homens furaram bloqueio e entraram em confronto com os militares, na madrugada deste sábado. 
Na sexta-feira, outras duas pessoas morreram em confronto com a PM.

Por G1 Rio e RJTV 1ª edição

Dois homens morreram e um terceiro ficou ferido em um confronto com militares do Exército na madrugada deste sábado (18). De acordo com o Comando Militar do Leste, por volta das 3h30, um veículo suspeito tentou furar um bloqueio feito pelo Exército na Rua Monsenhor Manoel Gomes, em frente ao Arsenal de Guerra, e houve confronto com a guarnição.
A atuação do Exército é investigada pela Justiça Militar. O homem que sobreviveu e está internado no Hospital Souza Aguiar, foi identificado (ele não deu o nome), está sob custódia e já prestou depoimento. O coronel Itamar, porta-voz do Comando Militar do Leste, informou que os corpos serão removidos para o IML e os laudos posteriormente enviados para a Justiça Militar.
Segundo o CML, as vítimas seriam suspeitos e outros dois homens que teriam furado o bloqueiro conseguiram fugir do local. Na comunidade, o Exército apreendeu cinco fuzis, duas pistolas, seis granadas de fabricação caseira, quatro rádios transmissores, 32 carregadores de fuzil, cinco carregadores de pistola e farta munição.
Em nota, o CML informou ainda que o reforço à guarda do Arsenal de Guerra foi estabelecido na última quinta-feira (16), em função de confrontos entre facções criminosas pela disputa de espaço no bairro do Caju e da possibilidade de ações desses grupos para obtenção de armas para o enfrentamento.
Ainda de acordo com o Comando Militar do Leste, a guarda do Arsenal de Guerra, que fica no Caju, e cerca de 100 militares estão atuando no entorno da região.
Confrontos deixaram outros dois mortos na sexta-feira
Os moradores do Caju dizem estar vivendo dias de terror desde quinta-feira (16) e os tiroteios são constantes. Na sexta-feira (17), outras duas pessoas morreram após um confronto com a PM. Segundo a Polícia Militar, também houve uma operação da PM na parte. Agentes da Unidade de Polícia Pacificadora do Caju e do Grupamento de Intervenções Táticas (GIT) participaram da ação e houve confrontos. A PM não informou a identificação das vítimas.
Nas redes sociais, moradores relataram intensos tiroteios na região do Caju no fim da tarde de sexta-feira.
G1/montedo.com
Skip to content