Escolha uma Página
Militar do Exército é detido por populares após roubar padaria
Jovem de 18 anos ainda agrediu com coronhada a idosa de 68 anos que trabalhava no caixa do estabelecimento

Resultado de imagem para logo assalto à mão armada
Imagem ilustrativa

Juiz de Fora (MG) – Um militar de 18 anos, lotado no 10º Batalhão de Infantaria Exército Brasileiro em Juiz de Fora, foi preso em flagrante após roubar uma padaria e ainda agredir com coronhada uma idosa que trabalhava no caixa do estabelecimento comercial. O crime aconteceu por volta de 18h30 de segunda-feira (10), na Rua Argeu da Cunha, Bairro Nossa Senhora Aparecida, Zona Leste. De acordo com informações do boletim de ocorrência, o jovem foi detido por populares logo após o assalto. Com ele estava a arma utilizada no crime.

A vítima, 68, contou aos policiais que estava no caixa quando foi surpreendida pelo suspeito, que desferiu uma coronhada em sua cabeça. Ele roubou uma quantia em dinheiro, cujo valor não foi informado pelo Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), e fugiu em seguida. A mulher precisou ser levada para o Hospital de Ponto Socorro (HPS), onde foi feita uma sutura no local do ferimento. Após pegarem o militar, populares fizeram contato com a PM, que prendeu o rapaz em flagrante. Ele confessou o crime e disse que um comparsa o ajudou. O suspeito se feriu ao entrar em luta corporal com os populares que o capturaram, porém recusou atendimento médico e foi levado para a delegacia.
Já na unidade policial, a PM recebeu a informação que um morador tinha encontrado no quintal de sua residência uma sacola com a identidade do militar, o dinheiro levado da padaria e dois celulares. O material foi apreendido. O militar foi ouvido, teve o flagrante ratificado.
Por nota, o 10º Batalhão de Infantaria, sediado no Bairro Fábrica, Zona Norte, informou que o militar é do efetivo variável, ou seja, é recruta que está prestando o serviço militar obrigatório. Ele foi encaminhado às instalações carcerárias do 17º Batalhão Logístico Leve de Juiz de Fora, onde está detido. Será aberto um Inquérito Policial Militar a fim de apurar e solucionar os fatos relatados no boletim de ocorrência da Polícia Militar.
TRIBUNA de MINAS/montedo.com
Skip to content