Escolha uma Página
Petição pede construção de parque em batalhão do Exército em Joinville
“Joinville não tem nenhum parque central”, defende autor do projeto.
Exército disse que não há a menor possibilidade de sair do local.
Do G1 SC (Edição: Montedo.com)
Um petição online está propondo a construção de um parque de lazer dentro do 62º Batalhão de Infantaria de Joinville, no Norte catarinense. O projeto está gerando polêmica entre moradores. Para o Exército, não há a menor possibilidade de a ideia ser colocada em prática, como mostrou o Bom Dia Santa Catarina.
O entorno do batalhão já é bastante frequentado pela população, que costuma usar a área externa para corridas e caminhadas.
“Joinville não tem nenhum parque central, nenhum lugar pros joinvillenses usufruirem da natureza e essa área do batalhão é privilegiada, está muito bem localizada, tem um bom tamanho e mereceria ser o grande parque que Joinville não tem”, defende o autor da petição, Jordi Castan.
A petição, divulgada pela internet, já tem 578 assinaturas, mas quer chegar às 750. Segundo a Associação Empresarial de Joinville (Acij), a discussão é antiga, mas o presidente ressalta que não é necessária a saída do batalhão daquela área.
“Antes que se pense em fazer lá projetos imobiliários e shoppings,é preciso lembrar que a cidade reivindica aquela área para a própria cidade”, afirma João Martinelli, presidente da Acij.
Posição do Exército
Para o Exército, não há a menor possibilidade de implementação de um parque na área do batalhão. “O batalhão se mantém há 94 anos nesse local, então não há nenhuma intenção do Exército em sair daqui”, afirma o comandante Alexandre Marcos de Jesus.
Atualmente, a área é considerada de interesse de preservação pela prefeitura, mas não é tombada. Sobre o pedido de aumentar a altura das construções dentro da área do batalhão, o comandante afirma que não existe especulação imobiliária.
“A pretensão do antigo comandante, e que ainda se mantém, é a construção de um prédio para militares com a inteção de diminuir o déficit de moradia aqui do nosso batalhão”, explica.

G1/montedo.com

Skip to content