Escolha uma Página
Apresentação_KC-390_(15414135738)
Carlos Cardoso
De vez em quando somos acusados de negativismo, e sendo honesto há um fundo de verdade. Negativismo vende. Se eu fizer um vídeo explicando o básico de mecânica orbital terem 300 views, se fizer um vídeo falando tudo que acho do Nando Moura, garanto uns 500 mil. Só não faço porque pra isso precisarei descobrir quem é Nando Moura.
Na atual conjuntura, é essencial dar ao povo um pouco de esperança, ainda bem que aquela ínfima parcela do Brasil que funciona fez sua parte. Falo da Embraer, uma empresa tão competente que conseguiu ser bem-sucedida mesmo quando era estatal. Ela está passando por uns perrengues, o dinheiro do governo prometido para o projeto do KC-390 está enrolado, o dólar que é bom para a exportação também é péssimo para os componentes importados e a instabilidade do país torna contratos temerosos para novos clientes.
Mesmo assim o pessoal de São José dos Campos está fazendo bonito. No primeiro trimestre entregaram nada menos que 44 aviões, 21 para aviação comercial e 23 para aviação executiva. Um aumento de 37,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Em pedidos firmes ainda a entregar são nada menos que 492 aeronaves.
Incluindo o ER-195E2, o E-Jet que só a Azul encomendou 30 unidades com mais 20 opcionais, num total de US$ 3,2 bilhões. Imagina a cara do vendedor calculando a comissão.
embraer-195-e2
Curiosamente não há no relatório menção a aeronaves do segmento de defesa. Provavelmente os clientes que compram Super Tucanos são tímidos.
MeioBit/montedo.com
Skip to content