Escolha uma Página
A ameaça de delegados federais de entregarem os cargos por causa do corte de verbas da organização fez renascer, nos bastidores do governo, a ideia de retirar das mãos da Polícia Federal a supervisão da segurança da Olimpíada do Rio.
PÓDIO
Setores militares sempre quiseram tomar a frente do evento, contrapondo o MJ (Ministério da Justiça) a integrantes das Forças Armadas. A portaria que regulamentou o esquema dos jogos prevê que as “atividades de segurança pública e defesa civil serão coordenadas pelo MJ e, quando necessário, poderão contar com a cooperação das Forças Armadas”.
PÓDIO 2
O planejamento é executado pela Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos, ligada ao MJ.
Folha de S. Paulo/montedo.com

Skip to content