Escolha uma Página
Histórias de Quartel

Dois em um

Ruben Barcellos

O sargento Vilson era muito sério e ao mesmo tempo um gozador.
De tudo o que ele falava, metade era verdade e metade era pegadinha. Nunca se sabia verdadeiramente o que queria dizer e isso o divertia muito. Nem a soldadama escapava de suas maliciosas observações. E essa fama logo se espalhou; o cara tinha que ter o maior cuidado ao responder ao que ele perguntava ou ia cair na armadilha de suas segundas intenções.
Um dia, estando na ronda, aproximou-se do sentinela e foi interpelado com o famoso “quem vem lá”.
– É o ronda, respondeu Vilson.
E o guarda, cheio de desconfiança:
– Avança a senha.
E o Vilson mandou a senha certinha.
Aí o guarda falou:
– Agora, avança o mais antigo.
– Como assim, soldado, que negócio é esse de “avança o mais antigo”?
– É que o senhor tem outro por dentro, sargento!
Bah, por essa o Vilson não esperava!
Skip to content