Escolha uma Página

Fiscalização da Lei Seca aconteceu nesta sexta-feira (11) em Ponta Negra.
Oficial estava sob efeito de álcool e xingou policial militar durante abordagem.

Do G1 RN
Um oficial da Aeronáutica foi preso por desacato na madrugada desta sexta-feira (11) durante blitz da Operação Lei Seca, feita nas imediações de uma boate em Ponta Negra, Zona Sul de Natal. Ao todo, foram 23 carteiras de habilitação recolhidas.
Segundo o capitão PM Styvenson Valentim, o oficial estava sob efeito de álcool. Ele percebeu que a blitz estava acontecendo e passou o carro para uma mulher dirigir. “Ela também estava sob efeito de álcool e não tinha carteira de habilitação”, informou.
Durante a abordagem, um policial militar recolheu a carteira do oficial. “Ele achou que não teria a carteira recolhida e ficou estressado. Com isso, o oficial xingou e ofendeu o policial”, disse o capitão. O oficial da Aeronáutica foi levado para a delegacia.
O objetivo da blitz, segundo o capitão, era impedir que as pessoas dirigissem sob efeito de álcool. “Quase 60 carros foram deixados no estacionamento da boate e na rua. Muitas pessoas chamaram táxis. Outras dormiram no carro ou foram para a praia”, disse. A blitz começou às 0h e terminou às 8h30.
Arte bafômetro vale (Foto: Editoria de Arte / G1)Lei Seca
As regras da Lei Seca consideram ato criminal quando o motorista é flagrado dirigindo com índice de álcool no sangue superior ao permitido pelo Código Brasileiro de Trânsito: 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido ou 6 decigramas por litro de sangue.
Nesse caso, a pena é de detenção de 6 meses a 3 anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de obter a habilitação.
Condutores autuados por esse tipo de infração pagam R$ 1.915,40 de multa, perdem 7 pontos na carteira e têm a CNH apreendida. O valor é dobrado caso o motorista tenha cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores.
Se o bafômetro registrar um índice igual ou superior a 0,05 miligrama de álcool por litro de ar, mas abaixo do 0,34 permitido pelo Código de Trânsito, o condutor é punido apenas com multa.
No exame de sangue, o motorista será multado por qualquer concentração de álcool, e pode ser preso se tiver mais de 6 decigramas de álcool por litro de sangue.
G1/montedo,com
Skip to content