Escolha uma Página

Niterói (RJ) – Após décadas de disputa judicial, o Exército deve concluir a remoção na Aldeia Imbuhy, localizada na área do forte militar que tem o mesmo nome. As dezenove famílias que ainda residem no local devem ser retiradas a partir de hoje.
O Exército alega que o terreno é área de segurança nacional. No entanto, a comunidade caiçara, afirma que os nativos já povoavam o local muito antes do exército chegar.
“Aqui já moravam pescadores quando os militares chegaram. Inclusive a primeira bandeira do Brasil foi bordada por uma nativa da aldeia, Flora Simas de Carvalho, a dona Iaia, a pedido do Marechal Deodoro”, diz Lúcia Nogueira da Gama, que mora na comunidade.

Ontem (6) uma carreta do Exército transportou um trator de esteiras até o local. O início da operação é aguardado para a manhã desta segunda-feira.

Com informações de O Fluminense

Skip to content