Escolha uma Página
Dilma cobra respeito ao adversário em cerimônia com atletas militares medalhistas
Presidente recebeu em cerimônia no Palácio do Planalto atletas que conquistaram o segundo lugar nos Jogos Mundiais da Coreia do Sul. No discurso, mandou mais um recado à oposição, exaltando o respeito às competições

Bruna Borges
Em uma cerimônia de homenagem a atletas militares medalhistas, a presidente Dilma Rousseff elogiou competidores que conquistam vitórias respeitando os adversários. Dilma tem sido atacada por oposicionistas desde que se reelegeu para a presidência da República no ano passado, e seu governo enfrenta uma crise política sem precedentes. No último mês, a presidente subiu o tom e passou a adotar um discurso mais agressivo, criticando a oposição pela insistência na defesa do impeachment. Para ela, quem quer seu afastamento é “golpista”. Por isso, destacou o respeito ao oponente como um “valor”.
“Vocês conquistaram [a 2ª colocação] de forma justa e respeitando todos os adversários. Eu considero que, além dessa vitória ser justa, ela evidencia valores não só na atividade esportiva, mas como exemplo de vida para a sociedade”, declarou.
A presidente Dilma cumprimentou 41 atletas e um paratleta militares que conquistaram 84 medalhas nos Jogos Mundiais Militares, realizados no início do mês de outubro, na Coreia do Sul. A homenagem ocorreu nesta terça-feira (27), no Palácio do Planalto, em Brasília. Os atletas brasileiros conquistaram o segundo lugar no quadro geral de medalhas, com 34 de ouro, 26 de prata e 24 de bronze. Mesmo o país não chegando em primeiro – a Rússia conquistou a colocação –, a presidente elogiou a atuação dos competidores.
“Segundo lugar é algo muito importante para nós. É de fato uma vitória que enche os olhos e o coração da gente”, discursou.
A presidente afirmou que, para que o país chegasse a esse resultado, foi necessário esforço, abnegação e cooperação. Ela também exaltou o trabalho conjunto das Forças Armadas, do Ministério da Defesa e do Ministério do Esporte.
Dilma encerrou seu discurso pedindo aos medalhistas que eles conquistem novas medalhas nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro no ano que vem.
fato online/montedo.com
Skip to content