Escolha uma Página

Charlisvan, 17, foi atacado por homens com porretes, armas de choque e de fogo

Beatriz Marcarini | [email protected]

Vila Velha (ES) – Um soldado do 38º Batalhão de Infantaria do Exército foi preso pela Polícia Civil do Espírito Santo acusado de ter participado do homicídio de um estudante identificado como Charlisvan, de 17 anos. O crime aconteceu no dia 16 de maio.
Segundo a Polícia Civil, o soldado foi identificado por testemunhas. Ainda segundo a PC, o soldado está preso no quartel do Exército enquanto a apuração policial continua.
A polícia afirmou que o delegado Marcus Vinicius, da Delegacia de Crimes Contra à Vida da Serra, está realizando as investigações necessárias e não descartou nenhuma hipótese para a motivação do crime. Mas, por enquanto, o delegado não vai se manifestar para não atrapalhar as investigações.
“Justiceiros”
O soldado é suspeito de ter participado do ataque a jovens que pularam a roleta de um ônibus, no dia 16 de maio. Na ocasião, um rapaz identificado apenas como Charlisvan estava com mais três amigos e foi atacado por homens armados com porretes e armas de choque.
Um estudante de 16 anos também ficou ferido ao levar um tiro de raspão na cabeça. E outra estudante, 15 anos, que estava com o grupo, foi agredida com socos, puxões de cabelo e choques.
GAZETAONLINE/montedo.com
Skip to content