Escolha uma Página
Rua de Salvador inundada (Bahia em Pauta)
JOÃO PEDRO PITOMBO
DE SALVADOR
Um dia depois dos deslizamentos de terra que mataram ao menos 13 pessoas em Salvador, o governo federal anunciou que o Exército irá atuar na retirada de famílias de áreas de risco da capital baiana.
A decisão foi anunciada nesta terça-feira (28) após reunião do ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, com o governador da Bahia, Rui Costa (PT), e o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM).
Dez áreas de risco consideradas mais críticas serão alvo da ação, incluindo as regiões da San Martin e Bom Juá, onde houve os deslizamentos com vítimas. A prefeitura vai decretar situação de emergência nesses locais.
Segundo levantamento da prefeitura, a capital baiana tem cerca de 600 áreas consideradas de risco.
Até o final do dia, a prefeitura vai publicar um decreto delimitando qual será o raio de cada uma dessas áreas. Ainda não há uma estimativa de quantas famílias serão realocadas.
FOLHA DE SÃO PAULO/montedo.com
Skip to content