Escolha uma Página
Batalhão e Vila Militar podem virar realidade em Ji-Paraná
Providências técnicas e políticas estão sendo tomadas
A Prefeitura de Ji-Paraná segue tomando providências técnicas e políticas para que a instalação do batalhão de infantaria do Exército Brasileiro e da Vila Militar em Ji-Paraná torne-se realidade em pouco tempo. Tratativas neste sentido ocorreram na sede do Palácio Urupá nesta quinta-feira (12), em uma reunião na qual o vice-prefeito Marcito Pinto (PDT) recebeu uma delegação militar integrada pelo General Novaes, Coronel Ávila, Majores Brusch e Novaes e Capitão Castro.
“Esta questão é muito importante para a prefeitura e para toda a cidade de Ji-Paraná. Por isso, o prefeito Jesualdo Pires e toda sua equipe estão dando todo o apoio neste sentido. A vinda do Exército para cá é uma das prioridades da nossa administração e queremos que isso o ocorra o mais rápido possível”, declarou o vice-prefeito Marcito.
Tão logo cesse o período de chuvas, já terá início o trabalho de terraplenagem nos dois terrenos que receberão o quartel, próximo ao Anel Viário, e onde será construída a Vila Militar. A construção civil efetiva da infra-estrutura deverá acontecer a partir do início do ano que vem.
Um prédio municipal na T-20 será disponibilizado nos próximos dias para um primeiro acantonamento de militares e equipamentos do Batalhão de Engenharia. Também em breve deverá ser realizada a solenidade do lançamento da pedra fundamental nas duas localidades. Segundo o General Novaes, a presença do Exército em Ji-Paraná vai preencher um vazio importante, uma vez que só há bases militares semelhantes em Guajára-Mirim e em Cáceres, no estado de Mato Grosso. “Toda esta área não pode continuar desguarnecida. Nossa preocupação é grande com esta região de Rondônia”, afirmou. Ele disse, ainda, que, além de zelar pela segurança nacional, o destacamento de Ji-Paraná também deverá ocupar-se dos projetos de revitalização histórico-cultural e turístico.
Marcito Pinto acrescentou, ainda, que teráuma reunião junto ao senador Acir Gurgacz no sentido de continuar priorizando as providências em Brasília, na Divisão de Engenharia do Exército, para acelerar o início das atividades militares em Ji-Paraná.Após a reunião, o vice-prefeito Marcito e os militares deslocaram-se até os terrenos para uma visita de inspeção.
A estrutura militar ji-paranaense contará com centro de treinamento, academia militar, centro esportivo, alojamentos e vila residencial para oficiais. A obra total deve ser concluída no período de três anos.

Leia também:

RONDÔNIA TERÁ MAIS UM BATALHÃO DE INFANTARIA DO EXÉRCITO

Rondônia: governo compra terrenos para construção de um batalhão do Exército em Ji-Paraná

As áreas
As áreas medindo 110 hectares no anel viário e 107 hectares no bairro Parque São Pedro foram adquiridas pelo Governo do Estado de Rondônia, ambas locais bem localizados na cidade de Ji-Paraná. Os projetos de Construção da Vila Militar e do Batalhão de Infantaria de Selva estão orçados em mais de R$ 120 milhões, dos quais 20,5 milhões já estão garantidos. Somente o projeto da Vila Militar está orçado em cerca de R$ 60 milhões. A vila militar abrigará cerca de 800 militares que passarão a residir na cidade, com suas famílias, o que incrementará a economia local e garantirá maior segurança, especialmente nas estratégias de proteção de fronteiras.
RONDONIADINAMICA/montedo.com
Skip to content