Escolha uma Página
O incansável Roberto Alves (o ‘Chapa Quente’) informa que, em documento interno de 30 de janeiro, o Exército incluiu na quota compulsória nada menos do que quarenta oficiais, sendo 22 tenentes-coronéis, 17 majores e 1 capitão do Quadro Complementa. A inclusão foi a pedido dos próprios, como permite o Estatuto dos Militares;
Ao serem incluídos na quota compulsória, os oficiais são transferidos para a reserva com os proventos integrais do posto que ocupam. Por outro lado, abrem mão, no mínimo, de uma promoção, (os tenente-coronéis), duas (os majores) ou três, no caso do capitão.
O R. A. informa ainda que, até fevereiro, outros vinte e sete capitães e tenentes pediram demissão do Exército.
Somados, são sessenta e sete oficiais deixando o serviço ativo em apenas dois meses, abrindo mão da carreira ou de vantagens futuras decorrentes das promoções.
Eis aí uma boa tarefa para o novo Comandante do Exército: saber por que esses militares estão abandonando a nau fardada. Certamente, não foi apenas pelo salário.
Skip to content