Escolha uma Página
Exército montou ponte provisória no lugar da ponte do Tarumã, Zona Oeste
Cerca de 50 homens do 6º Batalhão de Engenharia e Construção (6º BEC) do Exército trabalharam na montagem da estrutura
A obra provisória consiste na montagem de vigas metálicas, que ao serem encaixadas, darão suporte ao assoalho de madeira (Evandro Seixas)
OSWALDO NETO
Manaus (AM) – Soldados do Exército iniciaram nesta terça-feira (24) a construção de uma estrutura provisória no lugar da Ponte do Tarumã, na Zona Oeste, que desabou no dia 18 deste mês e interrompeu o fluxo de veículos na área. A ponte tem 14 metros e o trânsito deve ser liberado no local nesta quinta-feira (26).
Cerca de 50 homens do 6º Batalhão de Engenharia e Construção (6º BEC) do Exército trabalharam na montagem da estrutura,  na manhã desta quarta-feira (25). A obra provisória consiste na montagem de vigas metálicas, que ao serem encaixadas, darão suporte ao assoalho de madeira. Apesar disso, só será permida na construção a passagem de veículos de passeio.
A opção foi tomada pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra). A titular da pasta, Waldívia Alencar, adiantou sobre a possibilidade da ponte temporária semana passada. “As pontes utilizadas pelo Exército Brasileiro têm 14 metros de extensão e ficaria no local até a construção da ponte definitiva, que também será duplicada”, disse na ocasião. Não há informações sobre o início das obras da ponte definitiva.
Estrutura
Na semana passada, técnicos da Seinfra e da Construtora Etam, responsável pela obra, iniciaram a demolição e retirada de entulhos do local. Com mais de 20 anos de existência e construída sobre uma estrutura em gabião, a Ponte do Tarumã não resistiu à força das águas pluviais e cedeu, obrigando sua total interdição.
A duplicação da Estrada do Tarumã e a construção de uma ponte inteiramente nova estão previstos na construção do Anel Viário Sul, dentro do Projeto Amazonas 2020, que prevê intervenções viárias de grande porte em Manaus.
a crítica/montedo.com
Skip to content