Escolha uma Página
Acordo firmado pela ONU é considerado uma ‘nova era’ por organizações não-governamentais; lei internacional serve para combater o tráfico e a proliferação
Tratado de controle de armas entra em vigor  (Foto: AP)
Tratado de controle de armas entra em vigor (Imagem: AP)
Andrei Netto, Estadão
Entrou em vigor, ontem, em 60 países – entre os quais França, Alemanha, Grã-Bretanha, Itália e Espanha – um dos mais importantes tratados recentes assinados na Organização das Nações Unidas (ONU), o que regula o comércio de armas em todo o mundo. O documento foi adotado em 2 de abril de 2013 pela Assembleia Geral, com o objetivo de regular o mercado, combatendo o tráfico internacional.
Estima-se em US$ 85 bilhões por ano o comércio de armas convencionais no mundo, um motor de guerras, conflitos civis, de atividades terroristas, crime organizado e violência urbana. Em relatório sobre o tema, a Anistia Internacional, grupo que faz parte da Coalizão pelo Controle de Armas (CAC), grupo que reúne mais de cem das maiores organizações não-governamentais do mundo, estima que 500 mil pessoas são mortas e em razão dos desfuncionamentos do mercado de armas.
Blog do Noblat (O Globo)/montedo.com
Skip to content