Escolha uma Página
Por volta das 14h desta sexta-feira (14), o cabo do Exército Brasileiro Ayllon Guedes da Silva, lotado no 52º Batalhão de Infantaria de Selva, em Marabá, foi atingido com um tiro, disparado por outro colega de farda, cuja identificação ainda não foi confirmada. O episódio ocorreu no corpo da Guarda da Vila Militar Presidente Médici, no Núcleo Nova Marabá.
De acordo com informação da Seção de Comunicação Social da 23ª Brigada de Infantaria de Selva, o militar foi imediatamente socorrido e encaminhado ao Hospital da Guarnição de Marabá (HGumba), mas não resistiu ao ferimento e morreu. Após a constatação da morte, a família da vítima foi informada do fato e passou a receber apoio da Organização Militar.
“Os procedimentos legais imediatos foram adotados pelo Comandante do 52º Batalhão de Infantaria de Selva, sendo a perícia realizada por militares do 33º Pelotão de Polícia do Exército”, informa nota divulgada pela Seção de Comunicação Social da 23ª Brigada.
Ainda de acordo com a Seção de Comunicação, o procedimento para apurar o incidente deve durar no mínimo 5 dias e, no máximo, 40, casa haja necessidade de diligências complementares.
Ayllon tinha 23 anos e era natural de Manaus (MA). A família ainda não informou se o corpo será sepultado em Marabá mesmo ou se será levado para a capital manauara.
MARABÁNOTÍCIAS/montedo.com
Skip to content