Escolha uma Página
Um batalhão abandonado
Antigo Batalhão do Exército está abandonado (Imagem: Governo do RJ)
São Gonçalo (RJ) – Construído na década de 20, o 3º Batalhão de Infantaria do Exército, situado em Venda da Cruz, São Gonçalo, está abandonado. Com as atividades militares encerradas desde 2007, quando o comando do Exército transferiu o Batalhão para o Amazonas, os prédios militares já serviram como delegacia e até moradias para famílias atingidas por enchentes em comunidades carentes. Porém, atualmente, o local está a mercê dos invasores.
Com o abandono, a localidade, antes bem guardada, agora apresenta, de acordo com moradores e comerciantes, um maior número de ocorrências policiais. “Está péssimo. Com a saída do Exército, depois a saída da delegacia, isso virou alojamento de usuário de drogas. Todo dia, uma boa quantidade de pessoas entram ai para se drogar”, disse a comerciante Francisca Gonçalves Sá, de 71 anos.
Com a recente saída dos antigos moradores do Morro do Bumba, que habitavam o local desde 2010, as ruas ficaram mais desertas, o que traz medo aos moradores. “Muitas pessoas entram e saem daqui todo dia, toda hora, e não sabemos quem são, mas sabemos que estão fazendo coisas erradas. Até casais entram aqui durante a noite”, afirmou o morador Alexandre Mendes, 47.
Outro comerciante, Sérgio Almeida, 53, lembra que a loja em que trabalha já foi assaltada e diz que outros estabelecimentos próximos também já sofreram com o aumento da violência no bairro.
Atualmente, dois homens de uma empresa particular fazem a segurança do lado onde funcionavam os abrigos para os ex moradores do Morro do Bumba. Do outro lado, o portões encontram-se abertos, com acesso livre para qualquer pessoa. A prefeitura de São Gonçalo informou que o imóvel ainda está sob tutela do governo do Estado, que informou estar fazendo levantamentos no sentido de melhorar as condições de segurança no local. A área do 3ª BI será usada para a construção de moradias populares do Programa Minha Casa, Minha Vida. No entanto, ainda não há data para a execução do projeto.
O São Gonçalo/montedo.com
Skip to content