Escolha uma Página
Canal ‘Fox’ vai exibir um documentário sobre o soldado que matou o terrorista
Membro das forças de elite Seal, da Marinha americana, dá cobertura a colegas durante operação de busca por esconderijo de membros do talibã no leste do Afeganistão
Membro das forças de elite Seal, da Marinha americana, dá cobertura a colegas durante operação de busca por esconderijo de membros do talibã no leste do Afeganistão (Tim Turner/AFP/VEJA)
Membro das forças de elite Seal, da Marinha americana, dá cobertura a colegas durante operação de busca por esconderijo de membros do talibã no leste do Afeganistão (Tim Turner/AFP/VEJA)
O militar da unidade de elite da Marinha dos Estados Unidos, conhecida como Navy Seals, que matou o chefe da Al Qaeda, Osama bin Laden, revelará sua identidade em um documentário que será exibido em novembro no canal Fox, anunciou a emissora na noite desta quarta-feira. O documentário de duas horas de duração, intitulado ‘O homem que matou Osama bin Laden’ será mostrado em duas partes, nos dias 11 e 12 de novembro, e inclui uma entrevista com o soldado, explicou a Fox em comunicado .
O militar fez parte do comando especial dos Navy Seals que executou a operação para eliminar o terrorista em Abbottabad, no Paquistão. A Fox afirmou que explicará detalhes da operação no documentário, como foram os últimos minutos de Bin Laden e o papel do militar no comando especial. Além disso, a emissora mostrará imagens até agora inéditas da cerimônia do último aniversário dos atentados de 11 de setembro no Museu Memorial de Nova York, na qual o militar que matou Bin Laden doou a camisa que usou durante a missão.
As ações dos Navy Seals não costumam ser divulgadas e as identidades de seus membros são mantidas em segredo e somente são divulgadas quando um deles morre, mas sem detalhar as circunstâncias reais da morte, por razões de segurança. No entanto, esta não será a primeira vez que a Fox identifica um dos membros do comando que matou Bin Laden.
Em 2012, a emissora revelou a identidade de Matt Bissonnette, de 36 anos, militar já reformado e autor do livro ‘Não Há Dia Fácil: Um Líder da Tropa de Elite Americana Conta Como Mataram Osama Bin Laden’, que assinou sob o pseudônimo de Mark Owen. Bin Laden morreu na noite de 1º para 2 de maio de 2011, depois de ser considerado o terrorista mais procurado pelos Estados Unidos por mais de uma década. (EFE)
Veja/montedo.com
Skip to content