Escolha uma Página
A militar apertou o gatilho contra si própria enquanto negociava com a polícia
Fachada da base militar Fort Hood, em Killen, no Texas  (Foto: Reuters/III Corps Public Affairs/U.S. Army/Handout/Files )
Fachada da base militar Fort Hood, em Killen, no Texas (Foto: Reuters/III Corps Public Affairs/U.S. Army/Handout/Files )
A soldado americana que se entrincheirou em um escritório e atirou em si mesma em uma base do Exército na Virgínia, nesta segunda-feira, não resistiu aos ferimentos e morreu no Virgina Commonwealth University Medical Center, para onde foi levada, indicaram oficiais.
A soldado atirou em si mesma com uma pistola no Quartel-General do Comando de Armas de Apoio em Fort Lee, cerca de 210 quilômetros ao sul de Washington, informou o Exército em um comunicado divulgado mais cedo.
Por volta das 8h45 (9h45 no horário de Brasília), a soldado entrou no QG em Fort Lee, “sacou uma arma e, depois, entrincheirou-se em um escritório”, completou a nota.
Segundo o comunicado, um alarme soou em toda a base, e a polícia entrou em contato com a soldado em poucos minutos. “No decorrer da negociação com a soldado, ela pegou a arma e apontou para si mesma” para, então, atirar.
Depois de vários tiroteios fatais em bases militares, as autoridades dos Estados Unidos adotaram medidas adicionais de segurança e têm isolado as instalações ao primeiro sinal de perigo.
O incidente está sob investigação criminal, e as circunstâncias por trás da atitude da soldado ainda não foram esclarecidas.
UOL/montedo.com
Skip to content