Escolha uma Página
O ministro do Superior Tribunal Militar Marcos Martins Torres (Foto: Divulgação STM)
O ministro do STM Marcos Martins Torres
(Foto: Divulgação STM)
Ministro Marcos Torres, do Superior Tribunal Militar, morre aos 68 anos
Almirante-de-esquadra será velado no 1º Distrito Naval, no Rio de Janeiro.
Ele ocupava um dos três assentos reservados à Marinha no tribunal militar.

Do G1, em Brasília
O ministro Marcos Martins Torres, do Superior Tribunal Militar (STM), morreu na noite desta terça-feira (5), no Rio de Janeiro, no dia em que completou 68 anos. O almirante-de-esquadra ocupava, desde 2010, uma das três cadeiras reservadas à Marinha na Corte militar. Segundo a assessoria do tribunal, ele lutava contra leucemia.
Natural do Rio, Torres ingressou na Escola Naval em 1965. Três anos depois, graduou-se como Guarda Marinha. Ao longo dos 49 anos de carreira militar, o almirante-de-esquadra ocupou diversos cargos importantes na estrutura das Forças Armadas, como secretário-geral da Marinha, chefe do Estado-Maior da Armada e chefe do Estado-Maior da Defesa.
Nomeado para o Superior Tribunal Militar pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Torres tomou posse na Corte em 1º de setembro de 2010. O ministro era casado com Helena Alice Finamore Torres e tinha duas filhas: Tatiana e Gisela.
Em nota oficial, a presidente do STM, ministra Maria Elizabeth Rocha, disse que o colega de tribunal “dignificou a Marinha e o Judiciário” ao longo de sua trajetória.
O velório do ministro Marcos Torres ocorreu nesta quarta-feira (6), no Salão Nobre do 1º Distrito Naval, no Rio. O sepultamento realizou-se as 15h30, no Cemitério São João Batista, também na capital fluminense.
G1/montedo.com
Skip to content