Escolha uma Página
A partir desta quarta-feira (25), homens começaram a voltar às suas bases.
Tropas ficaram 34 dias na capital para ajudar na segurança do evento.
Militares fizeram a segurança no entorno da Arena Pantanal (Foto: Andrea Lobo/ Secom-MT)
Militares fizeram a segurança no entorno da Arena Pantanal (Foto: Andrea Lobo/ Secom-MT)
Do G1 MT
Com o encerramento dos jogos da Copa do Mundo, em Cuiabá, 1.600 agentes das Forças Armadas vão deixar a capital mato-grossense a partir desta quarta-feira (25), segundo o Comando da 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, que coordenou os trabalhos na cidade. Eles ficaram 34 dias em Cuiabá para reforçar a segurança antes e durante o mundial de futebol, do qual a cidade foi uma das cidades sede.
Esses 1.600 homens são da Marinha, do Exército e da Força Aérea Brasileira. Durante o período que antecedeu a Copa, eles participaram de treinamentos e operações militares sobre Defesa Aeroespacial e Controle do Espaço Aéreo; Proteção de Estruturas Estratégicas; Defesa Marítima e Fluvial; Cooperação nas Fronteiras; Fiscalização de Explosivos; Segurança e Defesa Cibernética; Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear; Prevenção e Combate ao Terrorismo; Emprego de Helicópteros e Força de 
Contingência.
As Forças Armadas ajudaram nos batedores em escoltas, uso de helicópteros e atividades de coordenação de operações aéreas. Contudo, segundo a assessoria da instituição, informou que não foi necessário o emprego da força de contingência, já que não houve nenhum ato de vandalismo e tumulto durante os quatro jogos do evento. Inclusive, devido ao reforço na segurança, o número de ocorrências policiais caiu em Cuiabá durante a Copa.
Ainda foi divulgado o número de ações de segurança. Ao todo, foram realizadas 36 escoltas, contando com 32 motociclistas, voos com aeronaves militares e a segurança de nove instalações ligadas a serviços essenciais.
Ao todo, mais de 3 mil agentes atuaram na segurança durante a Copa em Cuiabá. Além das Forças Armadas, 1.700 homens de Mato Grosso reforçaram a segurança na Arena Pantanal; no Fifa Fan Fest; no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, região metropolitana da capital, e os hotéis onde ficaram as delegações da Fifa.
G1/montedo.com
Skip to content