Escolha uma Página
Aluno da Escola Naval na UTI passou por treinamento em túnel com fumaça
Marinha diz que procedimento é regular. Amigo afirma que ocorreu ‘mais de uma vez’

Rio – Um amigo do aluno da Escola Naval, Jean Caleb Maroto, 22 anos, internado na UTI após passar por treinamento na Base de Fuzileiros Navais, na Ilha do Governador, afirmou ao RJ TV que o rapaz passou “mais de uma vez” por um treinamento “numa câmara de gás” e que teria sido esse o motivo do agravamento do estado de saúde. O mesmo amigo, sem se identificar, afirmou que Jean está no Hospital Naval Marcílio Dias em coma induzido.
Os aspirantes Jean Caleb Maroto e Vinícius da Silva Coelho foram levados para o Hospital Naval Marcílio Dias no último dia sete por apresentarem problemas respiratórios após treinamento na Base de Fuzileiros Navais.
Em nota, a Marinha do Brasil informou que o treinamento é regular: “Uma das etapas do exercício consiste em atravessar um túnel de cerca de três metros de comprimento com a presença de fumaça. Cabe registrar que o exercício em questão é regular e faz parte da Prática Profissional Naval, prevista no Programa de Ensino da Escola Naval, tendo sido cumprida pelos demais 32 Aspirantes Fuzileiros Navais sem incidentes”, diz o texto.
Sobre o estado de saúde de Jean, a Marinha diz apenas que o rapaz “permanece internado necessitando de cuidados intensivos”. Já sobre Vinícius da Silva Cunha,de 22 anos, outro aluno internado no Marcílio Dias após também passar pelo treinamento, a Marinha informa que “o aspirante apresentou melhora em seu quadro clínico, mas permanece em observação”.
A Marinha encerra a nota informando que “foi instaurado o competente procedimento, a fim de apurar
as circunstâncias do fato, com prazo de conclusão de até 40 dias, podendo ser prorrogado por mais 20. A MB lamenta o ocorrido e presta todo o apoio aos aspirantes e suas famílias, disponibilizando assistência social e profissionais competentes da área de saúde”.
Entenda o caso
Os aspirantes Jean Caleb Maroto e Vinícius da Silva Coelho foram levados para o Hospital Naval Marcílio Dias por apresentarem problemas respiratórios após treinamento na Base de Fuzileiros Navais da Ilha do Governador. De acordo com o 1º Comando do Distrito Naval, os alunos apresentaram queixas respiratórias após instruções sobre técnicas de combate.
O caso ocorreu no último dia sete. Segundo a Marinha, os dois alunos foram liberados no mesmo dia para regresso à Escola Naval (EN), onde permaneceram em observação na enfermaria. No dia seguinte, foram encaminhados para o Hospital Naval Marcílio Dias (HNMD) para a realização de exames complementares. Após avaliação, foi indicada a internação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) daquele hospital, onde receberam o tratamento específico adequado.
O DIA

Skip to content