Escolha uma Página
Dez militares da Guarda Nacional ucraniana iriam se juntar às milícias populares de Slaviansk
Morador do Leste da Ucrânia examina destroços de carro de combate atacado pela população de Kramatorsk
Dez militares ucranianos que queriam se juntar às milícias populares de Slaviansk foram fuzilados pela Guarda Nacional do governo interino da Ucrânia, dde acordo com informação prestada à agência de notícias RIA Novosti por Stella Khorosheva, porta-voz de Viacheslav Ponomarev, prefeito do povo de Slaviansk.
“Dez militares ucranianos queriam se juntar às nossas milícias, mas foram fuzilados pela Guarda Nacional, pelos próprios chefes”, disse Khorosheva.
De acordo com uma informação prestada anteriormente à RIA Novosti por Miroslav Rudenko, co-presidente do governo e subcomandante das milícias da autoproclamada República Popular de Donetsk, Slaviansk e Kramatorsk, o norte da região de Donetsk foi palco de intensos combates nesta manhã de 18 de maio.
Habitantes locais relatam combates travados durante a noite passada entre as milícias e a Guarda Nacional nos arredores de Slaviansk. O ministro interino do Interior da Ucrânia, Arsen Avakov, dá conta na Facebook “de um morto e um ferido entre os que atacaram na noite passada o acampamento da Guarda Nacional nos arredores de Slaviansk”.
DIÁRIO DA RÚSSIA/montedo.com
Skip to content