Escolha uma Página
450 militares de Uberlândia vão para Brasília para Operação Copa do Mundo
Militares de Uberlândia vão participar de preparação para a Copa do Mundo em Brasília
(Foto: Cleiton Borges)
Diogo Machado
Oitenta e cinco militares do 36º Batalhão de Infantaria Motorizado (36º BIMtz) em Uberlândia partiram para Brasília, na manhã desta quinta-feira (15), para auxiliar na segurança do estádio Mané Garricha durante a realização da Copa do Mundo Fifa 2014. Outros 365 homens seguem ainda hoje para se juntar a este grupo durante a Operação Ambientação, que terá como teste final de estratégia um jogo, no próximo domingo (18). Os militares de Uberlândia retornam a Minas Gerais no dia 22 deste mês e voltam a Brasília cinco dias depois. A missão da força de contingência do 36º BIMtz termina no dia 22 de julho, após a realização do evento.
Entre os equipamentos levados para a capital federal estavam dez caminhões, materiais de controle de distúrbio e armamento das forças armadas, além de outros 22 veículos entre jipes, ônibus e ambulâncias.
Outros 2350 militares de Araguari, Ipameri, Goiânia, Jataí e Palmas, que compõem o Comando Militar do Planalto, irão se juntar aos soldados de Uberlândia para auxiliar as forças de segurança pública (polícias Civil, Militar e Federal) na segurança dos eventos esportivos, podendo até substituí-las caso alguma delas deixe de cumprir seu papel. “Um exemplo é a segurança dos aeroportos. Se por qualquer motivo, policiais federais deixarem de atuar nesse sentido, militares do Exército estão preparados para exercer essa função nos aeródromos”, afirmou o comandante do 36º BIMtz, coronel Carlos José Rocha Lima.
Segundo o comandante, os militares poderão atuar ainda na segurança dentro do Estádio e no controle de distúrbios, caso haja manifestações. “Esses homens foram preparados desde a Copa das Confederações para conter agentes perturbadores da ordem pública com uso dos elementos de ação de controle de distúrbio social, algemação, gás lacrimogêneo e até o uso de balas de borracha.” Para Rocha Lima, o momento mais crítico será no primeiro dia da competição, que deve aglomerar um grande número de espectadores, e também o momento de maior expectativa com o jogo da seleção brasileira, no dia 23 de junho.
Assista ao vídeo:
CORREIO DE UBERLÂNDIA/montedo.com
Skip to content