Escolha uma Página
Nobuhiro Kubo
Grupo de ilhas disputadas, Uotsuri, Minamikojima e Kitakojima, conhecido como Senkaku no Japão e Diaoyu na China, no Mar Oriental da China, em foto tirada pela agência Kyodo, setembro de 2012
A estação de radar militar em Yonaguni faz parte de um plano antigo para melhorar a defesa e vigilância, dá ao Japão a possibilidade de acompanhar movimentos de ilhas japonesas que são reivindicadas pela China (foto)
YONAGUNI, Japão, 19 Abr (Reuters) – O Japão começou a sua primeira expansão militar na parte ocidental de seu arquipélago em mais de 40 anos neste sábado, instalando uma estação de radar em uma ilha tropical próxima a Taiwan.
O movimento pode irritar a China devido a disputas entre os dois países sobre o domínio de algumas ilhas.
O ministro da Defesa japonês, Itsunori Onodera, que participou da cerimônia na ilha de Yonaguni para marcar o início da construção da instalação, sugeriu que a presença militar poderia ser ampliada para outras ilhas nos mares do sudoeste das principais ilhas japonesas.
“Esta é a primeira implantação desde que os EUA devolveram Okinawa (em 1972) e crescem as demandas para ficarmos mais atentos”, afirmou Onodera a repórteres. “Quero construir uma operação capaz de defender adequadamente as ilhas que fazem parte do território do Japão”.
A estação de radar militar em Yonaguni faz parte de um plano antigo para melhorar a defesa e vigilância, dá ao Japão a possibilidade de acompanhar movimentos de ilhas japonesas que são reivindicadas pela China.
Construir a base poderia estender o monitoramento japonês sobre o continente chinês e acompanhar navios chineses e aviões circulando sobre as ilhas em disputa, chamadas de Senkaku pelo Japão e de Diaoyu pela China.
Com 30 quilômetros quadrados, Yonaguni é o lar de 1.500 pessoas e conhecido por forte licor de arroz, pecuária, cana-de- açúcar e mergulho. A decisão do primeiro-ministro Shinzo Abe de colocar tropas no local evidencia preocupações do Japão sobre a vulnerabilidade de suas milhares de ilhas e a ameaça da China.
Skip to content