Escolha uma Página
Operação Curaretinga IV ocorre nas regiões fronteiriças (Foto: Divulgação/1ª Brigada de Infantaria de Selva)
Operação Curaretinga IV, do Exército Brasileiro,
ocorre nas regiões de fronteira
(Foto: Divulgação/1ª Brigada de Infantaria de Selva)
Objetivo da operação é combater qualquer tipo de ilícito transfronteiriço.
Trigo apreendido é oriundo da República Cooperativista da Guiana.

Do G1 RR
A ‘Operação Curaretinga IV’ desencadeada pela 1ª Brigada de Infantaria de Selva de Roraima apreendeu nessa terça-feira (25) uma espingarda e 300 quilos de trigo, vindos da República Cooperativista da Guiana. A apreensão ocorreu na RR-319, município de Normandia, interior do estado.
A proposta da operação é combater qualquer tipo de ilícito transfronteiriço como garimpo ilegal, narcotáfico, descaminho de combustível, biopirataria, imigração ilegal, contrabando e crimes ambientais.
Para isso, foi intensificada a presença de militares, bem como a fiscalização nestas regiões. A ação segue orientações do serviço de inteligência e conta com a localização exata de onde ocorre a maioria dos delitos.
Aproximadamente 300 homens participam do trabalho, que se iniciou no dia 24 de março e não há prazo previsto para o término. Eles desenvolvem operações táticas, como patrulhas a pé, aeromóveis e fluviais, operações especiais, além de atividades logísticas e de comunicações.
O Exército informou que a última operação dessa natureza foi a “Ágata 7”, que teve um número expressivo de apreensões.
G1/montedo.com
Skip to content