Escolha uma Página

Voo comercial


Lauro Jardim
Farra Aérea Brasileira é a forma pela qual alguns militares descontentes com o uso inédito dos aviões têm traduzido a sigla FAB.
A referência ganhou força na semana passada, depois que a Força Aérea Brasileira foi escalada para fazer o transporte de cargas de Rondônia para o Acre, que está isolado por causa das enchentes do Rio Madeira.
Acostumados a atuar em missões humanitárias, os militares viram-se envolvidos no trabalho de frete de cargas particulares para abastecer o comércio acriano.

Leia também:

Avião da FAB leva produtos hortifrutigranjeiros para o Acre

Caminhões do Exército transportam trigo para o Acre

Entre 24 de fevereiro em 4 de março, a FAB transportou 152 toneladas de alimentos em dezessete voos. Não eram donativos ou medicamentos, mas sim frutas, verduras e batatas para serem vendidos no comércio local.
A inovação partiu do governador Tião Viana e recebeu o aval da Casa Civil da Presidência. A FAB não sabe informar quanto custará ao erário a sociedade com os empresários do Acre.
Radar Online (Veja)/montedo.com

Skip to content