Escolha uma Página
Mikhail Kalashnikov, inventor do AK-47, morre aos 94 anos
Fuzil que se tornou a arma leve mais popular do mundo foi criada em 1947
Mikhail Kalashnikov, segura um modelo do AK-47, durante entrevista concedida em Moscou, em abril de 2006
Mikhail Kalashnikov, segura um modelo do AK-47, durante entrevista concedida em Moscou, em abril de 2006 (Sergei Karpukhin/Reuters)
O russo Mikhail Kalashnikov, inventor do fuzil AK-47, morreu nesta segunda-feira, aos 94 anos. Segundo a agência estatal russa Itar-Tass, ele morreu em sua cidade natal, Izhevsk, perto dos Montes Urais, onde a arma que inventou ainda é fabricada. A causa da morte não foi divulgada. A rede britânica BBC informou que Kalashnikov havia sido internado em novembro com hemorragia interna.
O AK-47, sigla para Avtomat Kalashnikova ou “fuzil automático Kalashnikov”, foi inventado logo depois da II Guerra Mundial, em 1947, por um jovem autodidata de 20 e poucos anos. O comunista russo era funcionário do regime soviético, por isso, não teve direito à patente de sua criação. Sendo assim, disse nunca ter ganhado um copeque (centavo do rublo, a moeda russa) sobre a venda da arma, que se tornou a favorita de guerrilheiros e terroristas.
Conseguiu, contudo, participação nos lucros pela venda de uma vodca que leva o seu nome, lançada em 2004. Na carreira militar, se ainda vivia de salário, conseguiu prestígio com sua criação e continuou sendo promovido mesmo depois de entrar para a reserva, até se tornar um general condecorado.
O AK a arma leve mais popular do mundo. Dezenas de milhares foram fabricadas desde sua criação. Cópia melhorada do Sturmgewehr 44 da infantaria nazista, também foi a arma mais utilizada por rebeldes comunistas nos conflitos financiados pela antiga União Soviética. O general tinha orgulho da confiabilidade do fuzil criado para defender o bloco comunista. E se esquivava das questões morais, dizendo que não havia inventado uma arma para cair nas mãos de terroristas. “Mas o que posso fazer? Os terroristas não são bobos: também escolhem as armas mais confiáveis”.
veja/montedo.com
Skip to content