Escolha uma Página
Sargentos do Tiro de Guerra são homenageados em Umuarama
Sargento Fritzen
Sargento Luiz Antonio
Umuarama (PR) – O prefeito Moacir Silva recebeu em seu gabinete na tarde dessa sexta-feira (06), os sargentos do Tiro de Guerra, Luiz Antônio de Lima Donada e Irineu Luiz Fritzen, que se despedirão da Capital da Amizade após três anos de dedicação. Como homenagem ao trabalho desenvolvido por estes dois profissionais, Moacir Silva que também ocupa o cargo de diretor do Tiro de Guerra, entregou-lhes uma placa de honra na presença de secretários municipais e familiares.
Segundo o prefeito, a homenagem teve como objetivo expressar a gratidão do Município pelo trabalho desenvolvido por estes profissionais junto aos jovens e comunidade. “Além de agradecer, queremos desejar muito sucesso para a nova caminhada destes dois grandes homens. Além das orientações, da competência e da disciplina que estes sargentos compartilharam com nossos jovens, eles também demonstraram por meio de exemplos, a conduta correta a ser seguida. Queremos reconhecer o trabalho e agradecer a postura adotada em nossa cidade”, enalteceu o prefeito.
Para o sargento Fritzen – que será transferido para Ijuí (Rio Grande do Sul) – o período em que passou na Capital da Amizade, trouxe momentos inesquecíveis para sua vida profissional e pessoal. “Umuarama é uma cidade maravilhosa e nos sentimos honrados em ter tido a oportunidade de trabalhar aqui. Além de uma estrutura grandiosa, Umuarama se destaca pelo acolhimento. Eu e minha família fomos muito bem acolhidos e com certeza, levaremos esta cidade para toda a nossa vida”, diz.
Já o sargento Luiz Antônio, irá para Cascavel, e se diz privilegiado com a homenagem. “Antes de nos mudarmos já temos vontade de voltar, porque Umuarama realmente foi muito especial para nós. Agradeço todo o apoio dado pela Prefeitura para o desenvolvimento do nosso trabalho. Além disso, os jovens umuaramenses são excelentes, o que torna nosso trabalho ainda mais satisfatório”, conta.
O subtenente Prado, explica que a troca de sargentos ocorre para que novos profissionais tenham oportunidade de atuação. “Eram três anos de trabalho em cada cidade com possibilidade de renovação para mais um ano. No entanto, este período foi reduzido para dois anos”, conta.
UMUARAMA Ilustrado/montedo.com
Skip to content