Escolha uma Página
20/11/13 
O ministro da Defesa, Celso Amorim, previu que o projeto Soldado Cidadão atingirá a marca de 200 mil jovens atendidos em 2014, quando completará 10 anos de existência. A informação foi prestada hoje (20) em discurso por ocasião da entrega do 4° Prêmio de Melhor Gestão do Projeto do Soldado Cidadão, realizada no auditório da FHE Poupex, no Setor Militar Urbano (SMU), em Brasília (DF).
O ministro destacou a importância da mão de obra qualificada para o desenvolvimento da estratégia nacional de defesa: “devo reconhecer o papel das entidades de ensino profissionalizantes que, pela qualidade dos cursos oferecidos, ajudaram grandemente no preparo dos nossos jovens”. O projeto tem por objetivo permitir que jovens, ao prestarem o serviço militar, possam ser preparados para o mercado de trabalho e obtenham uma ocupação profissional quando deixarem os quartéis.
Amorim destacou que “a formação de mão de obra qualificada é um componente indispensável para o desenvolvimento nacional brasileiro”. Ainda de acordo com o ministro “há quase uma década, a Marinha, o Exército e a Aeronáutica participam desse desafio por meio da realização de cursos profissionalizantes, hoje coordenados pelo Ministério da Defesa”.
Acordo com o Senai-RJ
Durante a cerimônia ocorreu a assinatura do acordo de cooperação entre a Defesa e o Serviço Nacional da Indústria (Senai) do Rio de Janeiro. O presidente do Conselho Regional da instituição, Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira, que também preside a Federação das Indústrias do Estado do Rio (Firjan), disse que se sente satisfeito com a iniciativa. Para Gouvêa Vieira, esta é mais uma possibilidade de proporcionar dignidade a milhares de jovens,
“Isso mobiliza o Sistema Firjan, pois podemos aumentar ainda mais as oportunidades para rapazes de baixa renda que não puderam ser absorvidos nas Forças Armadas após o serviço militar tenham uma profissão”, informou.
O acordo irá beneficiar militares das três forças que estão servindo no Estado do Rio. O acesso aos cursos do Senai irá capacitar os jovens e possibilitará a inserção deles no mercado de trabalho.
Prêmio Melhor Gestão
Ainda no mesmo evento foram entregues diplomas de colaboradores do projeto e o 4° Prêmio Melhor Gestão do Projeto Soldado Cidadão. Os títulos foram outorgados a um representante de cada Força pelo reconhecimento dos trabalhos e aspectos inovadores realizados pelas organizações militares que se destacaram no corrente ano.
O Soldado Cidadão tem abrangência nacional e, só neste ano, deverá ultrapassar a marca de 190 mil jovens qualificados. Ele atende atualmente a mais de 12 mil jovens por ano, em cerca de 140 municípios.
Criado em 2004, o projeto tem como principal objetivo auxiliar os militares que, prestes a se desligarem das Forças Armadas, se qualificam para encontrar uma colocação no mercado de trabalho. Em nove anos foram capacitados 185 mil militares das três forças e, só em 2013, 10.560 jovens passaram pelos cursos profissionalizantes.
São mais de 40 cursos de qualificação e os mais procurados são: panificação, elétrica predial, mecânica automotiva, pintor, manutenção de computador e vigilante. Um exemplo é Evenildo Pereira Galvão. Militar da Marinha, ele se especializou na profissão de garçom.
“Gostei muito do curso e dos professores qualificados e isso dá uma expectativa maior na gente. Gostaria de ficar na Marinha, caso eu não engaje vou seguir com a minha especialização de garçom, pois é uma área que me agrada.” (ASCOM)
MD/montedo.com
Skip to content