Monumento homenageia o sargento da EsSA em Três Corações

Escultura homenageia soldados [sargentos] da EsSA em Três Corações, MG
Artista Afonso Barra também assina outros monumentos na cidade.
Monumento mede 1,80 metro e representa um soldado em batalha.

Do G1 Sul de Minas

Uma escultura do artista Afonso Barra, que homenageia os soldados e marca a comemoração de 95 anos da Escola de Sargentos das Armas (EsSA) foi inaugurada em Três Corações (MG) nesta quarta-feira (21).
A escultura está na Praça da Bíblia, em frente a EsSA. O monumento que representa um soldado em posição de batalha foi feito em concreto armado e mede 1,80 metro. O artista é conhecido por outras obras na cidade, como o Dondinho e o Pelé Criança, que ficam no Parque Dondinho.
A atividade também teve a apresentação da banda da EsSA e faz parte da Semana do Soldado, cujo dia é comemorado no domingo (25) e lembrado pelo general Luiz Carlos Pereira Gomes.
“O evento vem também para comemorar a existência da Escola de Sargentos das Armas e homenagear a presença militar na cidade, que é muito importante, já que ela forma os soldados combatentes do Exército Brasileiro e é um elo fundamental para a segurança do país, já que daqui partem soldados para todo o Brasil”, disse.
As atividades comemorativas da EsSA seguem até a próxima sexta-feira (23) em Três Corações.
Escultura homenageia 95 anos da Escola de Sargento das Armas, em Três Corações (Foto: Reprodução EPTV)
Escultura homenageia 95 anos da Escola de Sargento das Armas, em Três Corações (Foto: Reprodução EPTV)

G1/montedo.com

6 respostas

  1. Ser Oficial é fácil;
    Ser Cabo é só obedecer o Sargente;
    Ser Sargento competente. Ai é que esta o X da questão.
    A todos os sargentos de todas as
    Forças, o meu Bravo Zulu.

  2. Bela escultura! Uma lápide, só não gostei do tamanho; Na minha opinião, deveria ser do tamnaho do cristo, e representar os CB e SDs também, por carregarem este grande e manco elefante branco.

  3. Desculpe-me, mas essa escultura é tímida e sem criatividade. Poderia se mais imponente e criativa.
    Pelo menos valeu a ideia, já que nesse Brasil e muito menos dentro do Exército o sargento não tem valor.

  4. Quantos comentários de gente frustrada, que não fez merda nenhuma pela própria vida e agora fica despejando raivinha por ser incompetente.
    Sou sargento do Exército, com muito orgulho, fui pra ESA e por isso mudei a minha vida e a da minha família, sou um filho de faxineira que nem a quarta série fez e pelos meus méritos viajei todo o meu país a serviço, fiz coisas ganhando dinheiro que muita gente paga pra fazer, morei fora do Brasil a serviço (e não foi pro Haiti), comprei minha casa própria e fiz minha faculdade, tudo sendo praça.
    E antes que falem merda, não sou babão, puxa saco nem baba ovo de oficial ou general, só faço o meu trabalho sem reclamar e não fico me enchendo de empréstimos pra ter um padrão de vida regado a aparências. Tenho dignidade, vida estabilizada, família bem resolvida e tudo isso foi graças ao Exército.
    Se você só fez faxina, se você recebeu conceito baixo, se você virou um subtenente velho e gordo, a culpa não é do EB, é da sua falta de vontade de ser melhor.
    Viva a ESA, viva o Exército, viva o Brasil. Pros medíocres, continuem reclamando e chorando por serem uns bostas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo