CPqD cria centro de comunicação para Forças Armadas

O Núcleo de Desenvolvimento de Tecnologias de Defesa marca a posição do CPqD como uma “entidade relevante” com o grupo de desenvolvimento
Segurança digital
Segurança digital: projeto com o Exército começou no início deste ano, mas o desenvolvimento de produtos para a área de defesa já tem experiência (Getty Images)
Bruno do Amaral
São Paulo – O CPqD inaugurou nesta quinta-feira, 15, em Campinas (SP), uma iniciativa em conjunto com o Ministério da Defesa, Exército, Marinha e Aeronáutica para o desenvolvimento de tecnologias de comunicação para as Forças Armadas.
O Núcleo de Desenvolvimento de Tecnologias de Defesa marca a posição do CPqD como uma “entidade relevante” com o grupo de desenvolvimento, que teve investimento inicial de R$ 17 milhões.
O projeto com o Exército começou no início deste ano, mas o desenvolvimento de produtos para a área de defesa já tem experiência. “Começamos há cinco anos com a Polícia Militar de São Paulo na área de segurança pública, fizemos contrato com o Exército em dezembro e, em julho, com a comissão de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro”, lembra Hélio Graciosa, presidente do CPqD.
Ele garante que os investimentos foram baixos, se comparados ao de outros países. “A gente foca na aplicação, então temos que ser muito seletivos e focados”, diz ele.
Esse aporte, entretanto, não está fechado: os recursos são considerados “progressivos” e deverão figurar “na casa dos R$ 10 milhões por ano”, de acordo com o General do Exército Sinclair Mayer, repetindo a comparação feita por Graciosa. “Não é algo que esteja disponível no mundo inteiro, mas a gente percebe a assimetria dos investimentos se comparando com outros países que colocam 20 vezes o que a gente coloca”, diz o militar.
EXAME/montedo.com

Nota do editor: CPqD = Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo