Com aval de Dilma, Fifa usa Forças Armadas como trunfo para segurança

Fernando Duarte
Do UOL, em Salvador
Dilma encontra Joseph Blatter, presidente da Fifa: até Forças Armadas contra os saques
Dilma encontra Joseph Blatter, presidente da Fifa: até Forças Armadas contra os saques
(Reuters-Roberto Stuckert Fº)
A Fifa (Federação Internacional de Futebol) já informou a seus parceiros comerciais, incluindo patrocinadores, que o governo brasileiro poderá usar as Forças Armadas para conter excessos de manifestantes na onda de protestos em cidades-sede de jogos da Copa das Confederações.
Em conversas durante a semana sobre medidas de segurança com representantes de patrocinadores e outras empresas envolvidas com a Copa das Confederações, o secretário-geral da entidade, Jerome Valcke, disse ter recebido do governo garantias de que as Forças Armadas estarão à disposição para reforçar a segurança e aliviar o clima de incerteza que envolveu a competição.
Se o discurso feito na noite de sexta-feira pela presidente Dilma Rousseff deu pistas de que um endurecimento do aparato de segurança está nos planos para conter saques e depredações, o UOL Esporte apurou que a Fifa já tinha recebido o aval de Dilma horas antes, tendo inclusive pedido a seus parceiros que “preparem o espírito” de funcionários e convidados para uma segurança mais ostensiva em entornos de estádios e hotéis. A entidade enfim conseguiu passar para o governo brasileiro um pouco da pressão que vem sofrendo por conta do clima tenso envolvendo alguns estádios e partidas.
O UOL Esporte apurou junto a mais de uma fonte ligada aos parceiros comerciais que a Fifa atendeu aos pedidos deles para providenciar escolta no traslado de ônibus de convidados para os jogos da Copa das Confederações deste sábado, incluindo Brasil x Itália, em Salvador. Além disso, VIPs e afins encontrarão os portões dos estádios abertos uma hora mais cedo para evitar um possível fogo-cruzado entre manifestantes e policiais,
Belo Horizonte, onde já há prontidão do exército para auxiliar na segurança, é uma das cidades que preocuparam os parceiros da Fifa depois da intensificação dos protestos. Por ser uma das sedes de uma das semifinais, a cidade deverá ter grande presença de convidados para os pacotes de hospitalidade corporativa.
Nos últimos dias, a Fifa se viu alvo de muitas críticas depois de os protestos respingarem na Copa das Confederações. Patrocinadores se incomodaram com a perda de espaço do torneio na mídia nacional e internacional em meio às imagens de confrontos e os relatos de convidados sendo intimidados a caminho de estádios deixaram preocupadas as empresas que usam camarotes e mimos como parte de suas operações de marketing e relacionamento com clientes.
Os patrocinadores também relatam casos de vandalismo, como a destruição do Terreirão, espaço no centro do Rio de Janeiro preparado pela Coca-Cola para ativações de marca, e o UOL Esporte apurou que funcionários a serviço das empresas estão de deslocando à paisana, com medo de ataques por parte do público. Patrocinadores e empresas prestadoras de serviço contrataram pessoal extra para cuidar da segurança de convidados e contrataram mesmo serviços na área de inteligência para criar planos alternativos de acesso.
Valcke reiterou a parceiros que não há possibilidade da Fifa suspender a Copa das Confederações e que problemas relatados foram uma minoria nas oito partidas do torneio realizadas até agora. Mas problemas como o ataque ao hotel da Fifa em Salvador fizeram com que convidados tenham desistido de viajar para a cidade para acompanhar Brasil x Itália.
UOL/montedo.com

18 respostas

  1. O que importa é o fator psicológico.Quando o cidadão vê uma .50 em cima de um blindado,ele pensa duas vezes em cometer algum ato ilícito.Mesmo ganhando pouco,tenho orgulho dos militares brasileiros.Tenho certeza que eles são a ultima fronteira entre a civilização e a barbárie.Imagina se ganhassem bem e fossem valorizados?

  2. Tem psicopata para tudo, vc vai dar tiro de .50 na população?, deve ser paisano para falar uma porcaria dessas.
    Realmente apesar da porcaria de nossos salários e das sacanagens e revanchismos do PT, sempre devemos usar a força com sabedoria e dentro da legalidade, fora isso, seremos iguais ou piores do que aquilo que abominamos.

  3. Com o tratamento que nós estamos recebendo das autoridades que nos representam atualmente, eu não iria pra rua nem amarrado! Não cumpriria a ordem! E podiam mandar me prender!

  4. Não meu amigo,sou militar e com orgulho! como eu disse,GUERRA PSICOLÓGICA é mostrar para as pessoas um pouco de poder e força(VIDE DESFILES MILITARES)afim de EVITAR um conflito armado.Com a presença das Forças armadas na rua,haverá uma maior tranquilidade para a população(VIDE COMUNIDADES NO RIO) Antes eu reclamava muito de salário,mas agora vejo que ser MILITAR é a opção que eu fiz! e quem é CHORÃO E RECLAMÃO digo: FORÇAS ARMADAS,AME-AS OU DEIXE AS! SEUS SUBVERSIVOS!!! BRASIL TE AMO!!!! QUEM TA GRILADO, PASSA NO ESQUADRÃO DE PESSOAL AMANHÃ E PEDE BAIXA!!!

  5. Quem diria…………

    é bom esfregar na cara dessas pessoas que ficam arrotando "ditadura"

    hoje pedem ajuda das FFAA pra conter pessoas que lutam contra o governo…

    como o mundo dá voltas…

  6. Olha a violência só existe porque os governantes não dão exemplo nenhum!
    O povo cansou, não adianta, a mídia só quer tratar a manifestação como um ato de vandalismo e só se discute que a polícia cometeu excesso e os outros são marginais.
    Olhamos para Brasília e vemos os mesmos políticos e aceitamos de maneira "pacífica", olhando nosso próprio umbigo vemos a quantidade de militares "vampiros" mamando nas tetas do povo e um sem número de parentes como militares temporários contratados,comandantes arrogantes que pensam viver na época da monarquia, nós também temos que acordar! é isso aí e queremos pousar de moralistas?
    Sub "Véio"

  7. O feio vai ser posar de .50 tomar pedrada e não poder fazer nada com ela. Se estiver armado, nunca cante que vai atirar, por que senão um corajaso (ou louco) lhe diz _atire se for homem e fica você la com a arma na mão e uma cara de B em cima do pescoço. Eu gosto da FA e ainda reclamo do salario. Porque se nao reclamarmos, se nao mostramos o que esta ruim, cada vez vai ficar pior. Apoio em muito os manifestantes afinal so reclamam porque esta tudo muito ruim. Sten 90

  8. Se mandarem sair a rua eu vou…fico olhando, finjo que ameaço alguem e dou muita risada, pois assim é meu expediente,finjo que sou militar a dez anos, trabalhando pouco/ganhado pouco e não vai ser diferente nas ruas…

  9. Fico impressionado como tem gente que escreve (e pensa imagino eu) tanta besteira!!!!
    Como tem gente natural da Mongólia por aqui….não deve ser sério….
    Ou tem gente "operando" e acha que não está "dando na pinta"…..
    Não acreditem em todas besteiras que são escritas aqui por determinadas criaturas…

  10. Para o pessoal que apoia as FFAA nas ruas, saibam que depois que tudo estiver pacificado acontecerá um dos dois resultados:

    a- Se der certo os políticos ficarão com a glória; e

    b- Se der m* os políticos jogarão o fedor para cima dos militares.

  11. Alguns podem chamar o que está acontecendo de justiça divina e outros de Ironia do Destino, mas quem diria, hein? Quem a vida toda apoiou e se valeu de distúrbios sociais para achincalhar e atacar o Governo (quando era oposição) hoje está provando uma dose dupla de seu próprio veneno! Quem chamava as Forças Armadas de “gorilas uniformizados”, hoje está escudada e protegida por militares das Forças Armadas, morrendo de medo de seu próprio povo! Toooooma Ordinária! (TEXTO QUE CIRCULA NA INTERNET)

  12. Que pena, depois de tantos anos tentando formar uma nova visão do povo sobre as FFAA, agora esta FFAA irá contra o povo, praças atiraram em seus irmãos? pais? filhos? quem garante que estamos preparados? aqueles que fazem visitas de inspeção nos quarteis? e quem responderá por pelo dano causado? o soldado de 18/19 anos com uma arma na mão e não treinado para este serviço? ele responderá por um tiro disparado? ou ele sentará sozinho no banco dos réus como o Cel Ustra? onde estará a Força neste momento? "lavando as mãos", são muitas as perguntas e só uma certeza, quem mandou sentado tem de sustentar em pé, ou no banco dos réus.

  13. Esta vai ser a oportunidade de ouro dos militares recusarem em ir as ruas, enquanto não melhorar as condições de trabalho, seja financeiramente, reaparelhamento etc. Mas sei que isso é um sonho e não vai acontecer, porque depois tem que aturar as perseguições.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo