‘Severinos’ ganham uma: Exército nega pedido para fazer segurança de túmulo de Jango no RS

Prefeitura do município havia feito o pedido na última semana
Comissão da Verdade pediu a exumação do corpo do ex-presidente
Celso Duarte
Da RBS TV
O Exército não fará a segurança do túmulo do ex-presidente João Goulart, em São Borja, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul. A decisão foi anunciada na noita deste sábado (11) pelo comandante do 2ª Regimento de Cavalaria Mecanizada, tenente-coronel André Álvares. O pedido foi feito pela prefeitura após a decisão da Comissão Nacional da Verdade do Ministério Público Federal de pedir a exumação dos corpo. Jango morreu em 1976, durante o exílio na Argentina.
Segundo Álvares, a solicitação foi avaliada pelo general Geraldo Antônio Miotto, comandante da terceira divisão do Exército. O pedido foi negado por considerar que a área não é de jurisdição das Forças Armadas e que não haveria amparo legal para o emprego de tropa no cemitério. De acordo com o comandante, a missão deve ser da Brigada Militar ou da Guarda Municipal.

Leia mais:
Fim da picada: ‘severinos’ agora vão guardar túmulo de Jango no RS

O prefeito Farelo Almeida assinou decreto instituindo uma comissão municipal para acompanhar os trabalhos da Comissão da Verdade, que apura possíveis excessos durante a Ditadura Militar.
G1/montedo.com

16 respostas

  1. O GENERAL DEMONSTROU HONRA E CORAGEM COM A SUA ATITUDE. MAS INFELIZMENTE DEVERÁ VIR A SER "DECLINADO" DE SEU COMANDO, BREVEMENTE; COMO EXEMPLO. ENTRETANTO SE TODOS OS DEMAIS MILITARES, COMANDANTES, TOMASSEM A MESMA ATITUDE… ESSA MESA IRIA TER QUE VIRAR.

  2. Parabéns ao Comandante do 2º R C Mec pela atitude e pelo bom senso. Ainda bem que existem pessoas que se preocupam com a nossa instituição.

  3. Muito bom Cmt 3ª DE. Nem tudo está perdido, faltam mais decisões como esta para declinar missões rolhas, que nao tem nada a ver com a força.

  4. Os "nossos heróis" querem reescrever a história de qualquer jeito. Quero ver se a "comichão da mentira" vai desenterrar também o soldado Kosel que foi morto em um atentado a bomba no portão do quartel, para mostrar ao Brasil, em quantos pedaços seu corpo foi cortado.

  5. Parabéns ao CHEFE MILITAR que não se inclinou aos politiqueiros que só querem faturar popularidade às custas da Instituição Centenária.

    Esse Líder, com argumentos justos e inabaláveis, abriu mão do conforto que a omissão lhe traria e colocou em primeiro plano a dignidade que o EB merece.

  6. Nós militares não precisamos de muito, somente de bons exemplos de lideramça, quando os nossos generais entenderem isso, eles perceberão o poder que têm nas mãos, apenas desçam de seus gabinetes, e vejam como SGT, Ten e Cap enchergam a Força, nesse momento bastará nos dizer o caminho, e seguiremos, com o sacrificio de nossas vidas se preciso for.

  7. Basta todos os Generais terem lealdade com a tropa e pararem de ser políticos e aceitarem todos esses cargos que trazem o benefício pessoal a eles, numa demonstração de que tudo o quê pregam na ativa não basta de uma grande mentira, que nem eles mesmos acreditam. A tropa entende isso como uma grande traição, e sente até vergonha de ser militar de tanto ver prosperar os Gen de 4 estrelas que viram as costas para seus soldados para aceitar um carguinho na PETROBRAS, STM, etc…,

  8. Esse comandante não fez mais que sua obrigação. É impressionante como 'fazer o mínimo' se tornou 'ato heroico' no Brasil de hoje! A que ponto chegamos…

  9. Parabéns General Miotto. Isso é postura profissional. Certamente vai haver algum político do PT contestando e querendo que o exército assuma na marra, o que talvez ainda aconteça, mas valeu a ATITUDE. Parabéns Comandante!

  10. O GENERAL MIOTTO SÓ TOMOU ESSA ATITUDE,PORQUE NÃO ENCONTROU EMBASAMENTO LEGAL NA LEI.SE TIVESSE ENCONTRADO, ACREDITO QUE SUA POSTURA SERIA DIFERENTE,NO MÍNIMO CONSULTANDO A ASSESSORIA JURÍDICA DA UNIÃO.NÃO VEJO TANTA HONRA E CORAGEM EM SUA ATITUDE,APENAS CUMPRIU O SEU PAPEL AO INDEFERIR O PEDIDO.

  11. Eles querem apenas humilhar os militares, como foi e está sendo feito no Uruguai e na Argentina. Nada mais que isso. Provavelmente a "comichão de justiceiros" irá solicitar ao MD que dê ordem para tal, que evidentemente, será concedida, mas o recado foi dado. Já que estão, digamos, "investigando" desde a era Vargas, por que não aproveitam e desenterram ele também, para afastar a desconfiança de um possível "assassinato"? Ou será que ELES estão apenas interessados em desenterrar o comunismo?!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo