Marin coloca milicos no comando da Granja Comary

CBF
Marin põe trio militar para gerir CT da seleção
Presidente se aproxima das Forças Armadas
SÉRGIO RANGEL
DO RIO
O presidente da CBF, José Maria Marin, trocou o comando da Granja Comary e reforçou a presença de militares na administração da concentração da seleção brasileira.
A granja está sendo reformada para receber a seleção durante a Copa do Mundo.
Marin tirou o coronel José Antonio de Almeida, há mais de uma década no cargo, e nomeou o coronel Moacyr Alcoforado para cuidar do CT.
Um tenente-coronel e um sargento também foram chamados por Marin para ajudar na administração da granja.
Os três passaram os últimos dias em Teresópolis (RJ), sede da concentração, despachando com funcionários. Pelo menos nove foram demitidos após a troca de comando.
A administração da granja era um dos pontos delicados da CBF. O desvio de equipamentos e material esportivo era comum. Há cerca de três meses, o dirigente recebeu um dossiê na sua casa relatando uma série de irregularidades na concentração.
Desde que assumiu o poder, em março passado, Marin se aproxima dos militares.
Governador biônico de São Paulo na ditadura, ele colocou a seleção olímpica dirigida por Mano Menezes para treinar no campo da Escola de Educação Física do Exército, na Urca, zona sul do Rio, antes dos Jogos de Londres.
A CBF informou que a mudança na Granja faz parte de sua rotina administrativa.
Folha/montedo.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo