Ataque no Sudão mata soldado da ONU

Tropas da UNAMID patrulham Darfur do Norte. Foto: UNAMID/Albert Gonzalez Farran
Um soldado nigeriano da Missão das Nações Unidas e da União Africana em Darfur (UNAMID) foi morto a tiro na manhã desta sexta-feira (19) num ataque contra um posto da Missão em Muhajeria. Outros dois ficaram feridos.
Em comunicado, a UNAMID reiterou que o ato é considerado um crime de guerra e que está trabalhando em coordenação com o Governo do Sudão para levar os responsáveis a julgamento.
O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou a ação nos termos mais fortes e enviou condolências ao Governo da Nigéria, à família e colegas do “capacete azul”.
Cerca de 18 mil deslocados, principalmente mulheres e crianças, estão concentrados nos arredores dos postos da Missão perto dos vilarejos de Muhajeria e Labado desde 6 de abril, quando começaram confrontos entre forças do Governo e o Movimento de Libertação do Sudão Minni Minawi.
Ban está profundamente preocupado com as restrições impostas pelo Governo a integrantes da UNAMID e atores humanitários, impedindo a entrega de ajuda aos deslocados e pediu acesso total e irrestrito aos civis que necessitam de assistência.
ONU/montedo.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo