Escolha uma Página
AFEGANISTÃO
Soldado soviético é encontrado 33 anos depois

por Inês Silva, editado por Ricardo Simões Ferreira
Um soldado soviético, que desapareceu no Afeganistão há 33 anos, foi encontrado vivo na província ocidental de Herat.
O soldado é hoje um semi-nómada conhecido por Sheikh Abdullah, o nome afegão que resolveu adotar, noticia a BBC. O homem, que trabalha com plantas medicinais, foi encontrado por outros soldados veteranos de guerra da antiga União Soviética.
Bakhretdin Khakimov, o nome verdadeiro do soldado, foi ferido numa batalha em 1980, tendo sido resgatado mais tarde por afegãos locais.
Dez anos volvidos após a retirada soviética do Afeganistão, em 1989, a Comissão de Veteranos conseguira encontrar 29 soldados desaparecidos. Enquanto 22 destes combatentes quiseram voltar para casa, 7 preferiram permanecer no Afeganistão. Sheikh Abdullah, sem mulher nem filhos, faz parte destes 7 que não regressaram à União Soviética. Os veteranos perderam-lhe o até agora. Ruslan Aushev, o líder da Comissão, informou que Sheikh Abdullah foi localizado em Shindand, Hera, depois de uma investigação de um ano.
Cerca de 15.000 soldados do Exército Vermelho e mais de um milhão de afegãos foram mortos numa única década de luta, entre um governo apoiado pelos soviéticos e combatentes mujahideen armados pelos vizinhos ocidentais e islâmicos.
Existem ainda 264 soldados soviéticos desaparecidos no Afeganistão.
DN GLOBO/montedo.com
Skip to content