Escolha uma Página
A guarda real britânica ficou um pouco diferente após a entrada do jovem Jatinderpal Singh Bhullar, de 25 anos. Isso porque ele é o primeiro soldado a usar um turbante, em vez do típico chapéu de pele de urso.
Segundo o tabloide britânico “The Sun”, Bhullar, seguidor do sikhismo, entrou para a guarda neste ano. Ele costumava vestir a pele de urso, mas ganhou permissão para usar o turbante e quebrar 180 anos de tradição.
– Realizar as funções públicas com o meu turbante é uma grande honra. Tenho muito orgulho de ser um membro da Household Division, e por ser o primeiro Sikh a montar guarda com um turbante será a melhor coisa da minha vida, especialmente como um membro dos Guardas Escoceses – declarou o jovem, antes de começar a exercer as funções em frente ao Palácio de Buckingham.
Bhullar chegou a dizer que alguns companheiros de trabalho reclamaram do turbante, item obrigatório na religião do jovem. Apesar disso, nenhuma queixa oficial foi feita.
– Deveria ser o regimento em primeiro lugar, e depois a religião. Um guarda real não é um guarda real, se não estiver usando a pele de urso – declarou David Cuthill, oficial aposentado – Séculos de tradição deveriam ser protegidos. Eu aprecio a situação dele, mas se todos os outros guardas decidirem usar um turbante em vez da pele de urso, vai ficar ridículo.
Além do turbante, a barba também o distingue dos companheiros de regimento. Mas Bhullar não parece muito incomodado com isso.
– O regimento é cheio de história, assim como a minha religião – reiterou ele, que sonha em fazer parte da guarda real desde que era criança.
Extra/montedo.com
Skip to content