Escolha uma Página

Piloto que morreu em queda de avião é enterrado em Estância Velha
FAB investiga circunstâncias para acidente na divisa entre Rio Grande do Sul e Santa Catarina

Foi sepultado, por volta das 11h desta sexta-feira, o corpo do capitão-aviador André Ricardo Halmenschlager, de 33 anos. Ele morreu na manhã de quinta, quando o avião que pilotava caiu nas proximidades da Usina Hidrelétrica de Machadinho, no Noroeste do Estado, divisa com Santa Catarina. A cerimônia ocorreu no Cemitério Municipal de Estância Velha, cidade na qual mora a família dele.

O velório ocorria desde às 5h desta sexta-feira no município do Vale do Sinos. Indícios sugerem que o avião da Força Aérea Brasileira (FAB) bateu contra fios da rede elétrica da Usina e pode ter explodido no ar antes de se chocar contra um barranco. O acidente foi com um caça modelo A-1 (AM-X). O corpo do piloto foi encontrado por volta do meio-dia de quinta, em solo gaúcho, e encaminhado no fim da tarde em um helicóptero da Base Aérea de Santa Maria para o Departamento Médico Legal (DML) de Lagoa Vermelha.

Leia também:
Avião da Base Aérea de Santa Maria cai na divisa entre RS e SC e mata piloto

De acordo com bombeiros de Capinzal (SC), não foi possível confirmar se ele acionou o assento ejetor ou se a colisão jogou o militar para fora da aeronave (hipótese mais provável). Parte do caça caiu dentro do lago da usina. Uma nota oficial emitida pela FAB fala que o acidente ocorreu em Piratuba (SC), mas segundo os bombeiros, o local onde a colisão ocorreu pertence a Machadinho, ainda em território gaúcho. O Comando da Aeronáutica já iniciou investigação para apurar fatores que possam ter contribuído para o acidente, com causa ainda desconhecida.
Correio do Povo/montedo.com
Skip to content