Escolha uma Página
Operação conjunta comandada pelo Exército fiscaliza materiais explosivos
Iniciativa tem como objetivo reduzir onda de explosões a caixas eletrônicos.
Ação reprime fabricação ilegal e armazenamento inadequado de explosivos.
Exército, a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), a Polícia Militar (PM), a Polícia Civil, a Receita Estadual e o Ministério Público Estadual (MPE) começaram, nesta terça-feira (16), em Minas Gerais, uma operação conjunta para intensificar a fiscalização de produtos controlados, especialmente os materiais explosivos. A iniciativa, batizada de “Forças de Minas”, tem como objetivo reduzir a onda de explosões a caixas eletrônicos e deve ser realizada durante toda a semana.
A fiscalização será feita em empresas para reprimir a fabricação ilegal, o armazenamento inadequado e a falta de controle de explosivos. Quem estiver em desacordo com a legislação poderá ser autuada administrativa, tributária ou penalmente.
As empresas também receberão orientações e, eventualmente, haverá autuação e responsabilização dos infratores, com penas que vão desde a advertência até a cassação do registro de funcionamento.
G1/montedo.com
Skip to content