Escolha uma Página
Exército Brasileiro cerca área militar para coibir invasões em Porto Velho
Homens do 5º BEC constroem cercamento preventivo.
Cerca de mil pessoas demarcam e limpam terrenos ao lado da área.

Ivanete Damasceno
Grupo de homens do Exército Brasileiro em reconhecimento da área a ser cercada (Foto: Ivanete Damasceno/G1)
Grupo de homens do Exército Brasileiro em reconhecimento da área a ser cercada (Foto: Ivanete Damasceno/G1)
Na tarde desta quinta-feira (30), homens do 5º Batalhão de Engenharia e Construção (BEC) Militar trabalharam no cercamento da área militar, em Porto Velho, para coibir invasões no território patrimonial. Segundo o subtenente Nilton, esta é uma operação de rotina. Na área ao lado, há várias famílias realizando a limpeza de terrenos. As áreas ficam na BR-364, próximas da Universidade Federal de Rondônia (Unir).
De acordo com o 5º BEC, a área invadida pertence à União e os invasores acreditam ser da Prefeitura de Porto Velho. “A nossa área está sendo demarcada e isolada para evitar que ocorram invasões. Estamos cuidando da nossa área patrimonial”, explicou o subtenente Nilton.
A invasão da área
Invasores demarcam e realizam limpeza de área invadida (Foto: Ivanete Damasceno/G1)
Invasores demarcam e realizam limpeza de área
invadida (Foto: Ivanete Damasceno/G1)
Os primeiros invasores chegaram na segunda-feira (27) e um dos integrantes afirma que cerca de mil pessoas estão no local demarcando o terrenos para limpeza e construção de casas. Eles estão em dois grupos e ficam entre as áreas do 5º BEC e da Polícia Federal, na capital.
Segundo o grupo, o exército afirmou que a área invadida foi doada para a prefeitura construir casas populares. Porém, o 5º BEC explicou que a área pertence à União.
Ao G1, homens que invadiram o local afirmaram que a área está sem utilidade, servindo de depósito de lixo. No local há buracos, restos de animais e muito lixo.
G1 RO/montedo.com
Skip to content