Escolha uma Página
Os ventos máximos da tempestade atingiram
95 quilômetros   por hora (km/h)
(Foto: Divulgação/Nasa) 
A missão de paz das Nações Unidas no Haiti, integrada por militares brasileiros, está prestando socorro às vitimas da passagem da tempestade tropical Issac pelo país. As tropas brasileiras já identificaram mais de 1,2 mil pessoas em situação de emergência em Porto Príncipe (capital). Foi confirmada a morte de uma menina soterrada no desabamento de um muro por causa da tempestade. 
Segundo a BBC, o pico da tempestade ocorreu na madrugada, quando somente era possível transitar pela cidade em tanques blindados anfíbios. A passagem dos ventos de mais de 100 quilômetros por hora afetou a comunicação da base dos militares brasileiros. “Caíram muitas árvores e postes de luz. As portas dos alojamentos foram arrancadas e houve muito destelhamento. Estamos agora reinstalando as antenas de rádio para retomar as comunicações. A internet não está funcionando. Tivemos um prejuízo razoável”, disse o tenente-coronel Rubens Costa Neto, porta-voz de um dos batalhões brasileiros no Haiti. 
*Com informações da BBC Brasil Edição: Rivadavia Severo
Agência Brasil/montedo.com
Skip to content