Escolha uma Página
Soldado dos EUA sofreu agressões antes de se matar no Afeganistão
DA REUTERS
O soldado norte-americano de origem chinesa Danny Chen foi forçado a rastejar cerca de 150 metros enquanto os seus superiores gritavam e jogavam pedras sobre ele antes de se matar no Afeganistão, em um caso que comoveu os EUA no final do ano passado.
A informação é de um soldado que teria testemunhado o ocorrido e fez a declaração nesta sexta-feira à corte que investiga possíveis responsáveis por levar Chen ao suicídio.
O sargento Adam Holcomb está sendo julgado por tratamento cruel e preconceito racial contra Chen, podendo ser demitido com desonra caso considerado culpado. O sargento enfrenta a denúncia de homicídio por negligência, o que equivaleria à figura do homicídio culposo no Brasil.
Durante o julgamento, soldados narraram que no posto de combate de Chen apelidos ofensivos eram comuns, assim como medidas disciplinares que envolviam castigo físico.
O fato de Chen não estar no peso correto quando entrou nas Forças Armadas teria contribuído para as agressões.
Folha/montedo.com
Skip to content