Escolha uma Página
Comissão autoriza doação de quatro helicópteros para Bolívia
GABRIELA GUERREIRO
Numa ação negociada com o governo da Bolívia, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado aprovou nesta quarta-feira projeto que autoriza a doação de quatro helicópteros da Força Aérea Brasileira ao país vizinho.
H-1H Iroquios (imagem: FAB)
As aeronaves, segundo o projeto, integram a frota desativada da Aeronáutica e estariam defasadas –com a previsão de doação no estado em que se encontram.
São quatro helicópteros de fabricação norte-americana, tipo H-1H Iroquiois.
O projeto prevê que o governo boliviano pague as despesas com o traslado dos helicópteros. Para a doação ser efetivada, o projeto ainda precisa ser aprovado pelo plenário do Senado.
O Ministério da Defesa, ao justificar a doação ao Congresso, disse que o objetivo da doação é “estreitar laços de amizade” com a Bolívia e “permitir a participação mais efetiva do Brasil em questões internacionais”.
O ministério afirma que a doação pode “suprir eventuais carências” do governo boliviano.
A ação foi acertada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o presidente da Bolívia, Evo Morales, em 2008, para facilitar nas operações de combate ao narcotráfico do país.
O governo afirma que as aeronaves possuem valor “residual”, por isso não compensa a sua alienação. Também haveria, segundo o Executivo, helicópteros mais modernos no mercado com menor custo operacional –o que não justificaria recolocá-las em funcionamento.
O senador Luiz Henrique (PMDB-SC), relator do projeto na CCJ, disse que a estocagem das aeronaves já defasadas não compensa economicamente ao Brasil. Segundo o senador, os helicópteros acarretam “prejuízos” à FAB com instalações e manutenção de voo, mas podem ser úteis aos “esforços bolivianos de combater o narcotráfico”.
Folha.com/montedo.com
Skip to content