Escolha uma Página
Força Militar: Etapa de Alimentação: Reajuste após 18 anos em R$ 3,50
MARCO AURELIO REIS
Congelada desde 1995 em R$ 3,50, a chamada Etapa de Alimentação, que cada unidade das Forças Armadas recebe para alimentar diariamente cada um de seus homens, será reajustada em 2013. A informação é da Comissão de Estudos de Alimentação das Forças Armadas (Ceafa), órgão que conduz estudos sobre o assunto.
Abordada por fonte em posição de comando sobre o congelamento da Etapa de Alimentação, a Coluna procurou o Ministério da Defesa e obteve resposta oficial dando conta dos planos de reajuste. Segundo a Defesa, a Ceafa “já tem previsto em seu planejamento para este ano uma nova rodada de discussões para a proposição dos novos valores de etapas. Há que se considerar que esses reajustes trazem impactos diretos nos orçamentos das Forças, motivo pelo qual tais decisões devem levar sempre em conta as orientações da área econômica do Governo”.
A íntegra da nota da Defesa está no blog da Coluna (http://appsodia.ig.com.br/blog/forcamilitar/index.asp), nela há explicação adicional que atualmente o gasto por homem com alimentação está sendo complementado financeiramente de modo a não haver prejuízo ao bem estar da tropa. “É bom esclarecer, que tanto os valores das etapas quanto dos complementos financeiros não são pagos diretamente aos militares, ou seja, eles não recebem o valor em espécie ou como algum tipo de ‘vale refeição’. Esses valores ficam à disposição das Organizações Militares, como créditos ou limites financeiros necessários para custear a preparação das refeições servidas aos militares”, esclarece a nota oficial.
ONDE HÁ FUMAÇA …
Fonte da Coluna analisa a sinalização de reajuste da Etapa de Alimentação como mais uma demonstração que os gastos com pessoal das Forças Armadas estão passando por detalhada revisão no governo Dilma Rousseff.
ÁGUA NA FERVURA
Perguntada sobre o reajuste, a Defesa fala em estudos ainda inconclusos. A estratégia está saindo pela culatra, fortalecendo movimento que defende que militares e familiares não votem este ano em candidatos apoiados por Dilma.
BOMBOU …
A expectativa militar em torno do reajuste já figura como assunto mais perguntado na aba da nova lei de acesso a informações. Em vigor desde quarta, a lei obriga órgãos públicos a prestarem informações pedidas por cidadãos.
PARA 2013 …
Para reduzir a pressão, autoridades já falam que o reajuste só deve ser concedido em 2013. Essa foi a resposta obtida pela Associação de Militares da Ativa Reserva e Pensionistas das Forças Armadas em audiência na Defesa.
ANÚNCIO EM JUNHO
Fonte da Coluna garante, porém, que faltam poucos detalhes para anúncio do reajuste no mês que vem. Falar em 2013 seria só para reduzir a pressão. Mesma fonte garante que dívida dos 28,86% será quitada. “Dinheiro já tem”, revela.
O Dia OnLine/montedo.com
Skip to content