Escolha uma Página

Aluno do NPOR é internado após passar mal em treinamento

Aluno do NPOR está internado em estado crítico

Cláudia Galvão e e Danielle Silva

A Santa Casa de Maceió divulgou nesta quinta-feira, 26, por meio da sua assessoria, o boletim médico do aluno do Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva (NPOR) do 59º Batalhão de Infantaria Motorizado, Gustavo Santos Lopes. Segundo o boletim, o aluno está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Maceió, com os rins paralisados, sendo o seu estado crítico, porém, estável.
Gustavo foi internado na segunda-feira, 23, após passar mal durante um treinamento. Segundo informações do Exército, o jovem participava de uma marcha a pé, treinamento que faz parte de atividades do acampamento do período básico, na Fazenda Utinga Leão, em Rio Largo, quando se sentiu mal e foi levado às pressas ao hospital.
O excesso de esforço associado à desidratação teriam resultado no mal estar. A família do aluno não se pronunciou sobre o assunto. Já o 59º BIMtz disse através de nota que Gustavo Lopes foi diagnosticado pelos médicos com o quadro de Rabdomiólise, que é caracterizada por danos à musculatura esquelética. Quando isso ocorre, o conteúdo das células musculares é liberado na corrente sanguínea, o que pode ser potencialmente tóxico e ocasionar lesão nos rins e arritmias cardíacas, levando, em casos extremos, à morte. “O Comando do Batalhão instaurou uma sindicância para apurar os fatos ocorridos”, disse a nota.
O Exército explica que há uma forte relação entre a Rabdomiólise e a atividade intensa e prolongada a que são submetidos os militares durante algumas instruções ou exercícios físicos. A privação de água, as condições adversas de clima e de umidade, bem como o calor, agravam ainda mais a situação.
Diante da incidência de casos de Rabdomiólise, o Comando do Exército aprovou, por meio da Portaria nº 129, de 11 de março de 2010, a diretriz para a implantação do Programa de Prevenção e Controle da síndrome.

Leia também:
Aluno de NPOR vai para a UTI após passar mal em treinamento em Maceió

Morte
Em outubro do ano passado[correção do editor: outubro de 2010!], o aluno Lemysson Rodrigo dos Santos, de 19 anos, morreu durante uma travessia na Fazenda Bamburral, em Ipioca, durante um treinamento. O jovem chegou a ser socorrido, mas segundo o laudo morreu em decorrência de afogamento. À época, o coronel Cristiano Pinto Sampaio também instaurou sindicância para apurar responsabilidades.
alagoas 24 horas/montedo.com
Skip to content