Escolha uma Página
Policiais militares grevistas estão concentrados na frente da Assembleia Legislativa da Bahia
Foto: Raul Spinasse/Agência A Tarde
O Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), órgão do Ministério da Defesa, anunciou que irá dobrar, a partir desta sexta-feira, o número de militares mobilizados para apoiar o governo da Bahia na greve. Na noite de ontem, 1.250 homens já haviam sido enviados a Salvador. Hoje, outros 1.350 militares devem se juntar à ação.
A maior parte dos efetivos mobilizados está ligada ao Comando Militar do Nordeste, que reúne tropas de diferentes estados da região. Somente na Bahia, estão a serviço da operação 600 homens do 19º Batalhão de Caçadores (BC) de Salvador e outros 600 do 35º Batalhão de Infantaria (BI) de Feira de Santana, unidades ligadas ao Exército Brasileiro.
Além disso, 250 fuzileiros navais da Marinha foram acionados para garantir a segurança de portos e terminais de embarque. A Força Aérea Brasileira (FAB), por sua vez, designou cerca de 400 militares para cuidar do funcionamento regular dos aeroportos públicos em todo o Estado. Uma reserva de 4 mil homens da 10ª Região Militar, em Fortaleza (CE), ainda pode ser acionada para reforçar a segurança na Bahia.
Terra/montedo.com
Skip to content