Escolha uma Página
Máquinas do exército decidirão sozinhas se é para matar ou não alguém
Novo caça não precisa de piloto ou controlador e pode “improvisar” em combate.

Nilton Kleina
( imagem: LA Times)
O Tecmundo sempre faz alguma piadinha com a Skynet (o cérebro por trás das máquinas de “Exterminador do Futuro”) quando notícias sobre robôs e computadores cada vez mais inteligentes aparecem por aí – mas agora o negócio ficou mais sério do que esperávamos.
De acordo com o Los Angeles Times, a Northrop Grumman está desenvolvendo um equipamento militar revolucionário: o X-47B, um jato não tripulado que funciona através de seus próprios computadores de bordo, precisando (por enquanto) da ajuda de humanos apenas para aterrissar e configurar o alvo aproximado ou o trajeto do veículo.
Isso significa que, no futuro, nenhum soldado precisaria controlar a nave – e isso é extremamente perigoso, já que permite à inteligência artificial improvisar e realizar comandos que não estavam no papel, o que pode incluir o uso de armas a qualquer momento.
O jato por enquanto é totalmente experimental e está em fase inicial de testes pelo exército norte-americano: é preciso pensar muito bem antes de armá-lo ou deixá-lo poderoso e livre demais do controle humano, por exemplo.
Tecmundo/montedo.com
Skip to content