Escolha uma Página
Programa experimental norte-americano dá “bons sonhos” aos soldados
«Power Dreaming» vai ser aplicado para amenizar sintomas do stress pós-traumático
Mais de 50 por cento dos soldados norte-americanos sofrem de stress pós-traumático 
(Créditos: U.S. Marine Corps)
Os soldados norte-americanos que sofrem de insónias e pesadelos devido à perturbação de stress pós-traumático vão começar a ser tratados através de realidade virtual. O exército dos Estados Unidos da América está a trabalhar num projecto chamado «Power Dreaming»: um computador transmite imagens relaxantes que os militares podem ver com óculos 3D.
Esta é uma terapia cognitivo-comportamental que induz sonhos agradáveis criados digitalmente para substituírem os pesadelos dos soldados.
O projecto terá início apenas no próximo ano e será aplicado no Naval Hospital Bremerton. Na passada semana, o exército concedeu quase meio milhão de dólares a uma empresa de consultoria para o desenvolvimento da experiência.
O programa de computador a ser utilizado para a construção de mundos imaginários é baseado do jogo virtual «Second Life». Será desenhado para permitir sequências de sonhos que desenvolvam estados físico-emocionais para combater a resposta ao stress inerente às memórias traumáticas.
A ideia é desenvolver um imaginário que seja, ao mesmo tempo, personalizado pelo soldado e distractivo a nível neurológico para estimular o desenvolvimento de uma resposta de relaxamento.
Segundo um estudo da organização Uniformed Services Academy of Family Physicians, mais de 50 por cento dos soldados norte-americanos sofrem de stress pós-traumático.
Ciência Hoje PT
Skip to content